Bienal de Arte de São Paulo é adiada para 2021

Por Metro Jornal com Estadão Conteúdo

A Bienal de Arte de São Paulo, prevista para ocorrer no segundo semestre deste ano, será movida para o final de 2021. Com a mudança da 34ª edição do evento, as bienais voltam a ocorrer em anos ímpares.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa virtual nesta quarta-feira (1). O presidente da Fundação Bienal de São Paulo, José Olympio Pereira, afirmou que a pandemia dificultaria a montagem e a importação de obras para compor as exposições.

LEIA MAIS:
Jovem modelo com síndrome de Down faz história ao estrelar campanha da Gucci
Maite Perroni deixa Rebeldes para trás em série de suspense da Netflix; assista trailer

"Precisaríamos começar a montagem agora e estaríamos colocando em risco nossos colaboradores. As interrupções de viagens internacionais também dificultam trazer as obras que gostaríamos de expor e prejudicariam o turismo doméstico e internacional", explica. "Então, não conseguiríamos atingir nosso objetivo".

Com o adiamento, a mostra sofrerá alterações logísticas e de curadoria, com espaços expositivos remanejados e novo destaque a obras relacionadas ao confinamento.

O tema desta edição da bienal será "Faz escuro, mas eu canto", uma referência ao momento de turbulência que acometeu o mundo todo e, principalmente, o Brasil, neste ano.

"Tudo o que está acontecendo certamente fará com que as obras sejam vistas de outra maneira", disse o curador Jacopo Visconti.

Loading...
Revisa el siguiente artículo