Valesca Popozuda desabafa sobre falta de trabalho na pandemia e cutuca colegas artistas

'Estou há 100 dias sem trabalhar', disse a cantora

Por Metro Jornal

Em uma série de publicações na rede social Twitter, a cantora e empresária Valesca Popozuda fez um desabafo sobre as dificuldades de trabalho durante a quarentena. A artista ainda criticou colegas de profissão que “fazem lives que aglomeram tanto quanto uma social de blogueira”.

Para Valesca, a crítica é seletiva, pois enquanto artistas masculinos rompem o isolamento social – ela não citou alguém em específico – apenas mulheres são julgadas. “Estou há 100 dias sem trabalhar, sou autônomo como muitos! Diferente de alguns colegas eu não tenho empresa para financiar uma live e me pagar por isso, continuo sem furar o isolamento.”

A cantora sugeriu ainda que grandes empresas ou artistas poderiam patrocinar profissionais da área que estão parados, como atores de teatro, músicos e equipe técnica e de produção. “Seria bem legal pegar esses R$ 100 mil de um artista que já está com a conta gordinha. dividir em bloquinhos de R$ 1 mil e distribuir para galera que está em casa.”

A cantora ainda lamentou as mais de 50 mil mortes por covid-19 no Brasil desde o início da pandemia e disse ter vergonha “porque o único país que não faz praticamente nada somos nós”. “Só volta ao normal quando a vacina estiver 90% aplicada por aqui, até lá vai morrer muita gente, muitos vão continuar furando e outros fingindo que é apenas uma ‘gripezinha’.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo