Justin Bieber é acusado de estupro por duas mulheres; artista nega

Por Metro Jornal

Neste final de semana, duas mulheres acusaram Justin Bieber de abuso sexual, em 2014 e 2015. Em uma conta anônima no Twitter, Danielle afirmou que tomou coragem de compartilhar o ocorrido após o relato de Gabby, que denunciou ter sido abusada pelo ator Ansel Elgort.

“No dia 9 de março de 2014, eu fui abusada sexualmente por Justin Bieber. Justin estava com sua atual ex-namorada, Selena Gomez, em um show em Houston, Texas", contou. Danielle afirma que ela e uma amiga assistiram o show do cantor no “Scooter Braun Projects Sunday Funday Showcase”.

"Eu e minhas amigas estávamos curtindo a noite toda. Um homem se aproximou de nós e perguntou se gostaríamos de esperar após o show para conhecer o Justin. Claro que dissemos que sim. Nós achamos estranho no começo, mas como prometido, esperamos após o show porque éramos fãs. Justin veio até nós, tiramos fotos e conversamos por cerca de 20 minutos. Por razões legais, eu não vou compartilhar as fotos", escreveu.

Danielle conta que ela e a amiga acompanharam Justin e um amigo até o hotel Four Seasons, e foram para quartos separados. “Novamente, nós dissemos sim. Nós não pensamos nada além de que iríamos passar um tempo com uma celebridade tão grande. Justin fez eu aceitar que não diria nada para ninguém ou ele poderia ter sérios problemas. Ele pediu meu celular e colocou para carregar. Acho que foi uma desculpa para tirá-lo de perto de mim. Ele, então, me pediu para me juntar a ele na cama."

Veja também:
Atividades culturais em São Paulo devem voltar à normalidade apenas em julho de 2021
Violão de Kurt Cobain usado no MTV Unplugged bate recorde em leilão

Ela conta que Bieber a beijou e que ela pediu para parar.  “Eu disse a ele que estávamos indo longe demais e que deveríamos parar porque eu precisava achar minhas amigas e, mais importante, porque eu me sentia culpada pela Selena. Foi aí que ele me disse: ‘Relaxe, elas estão bem’. Então ele arrancou minha calcinha e colocou os lençóis da cama em cima de nós. O corpo dele estava em cima do meu, pele com pele. Eu estava muito desconfortável e senti que ia começar a hiperventilar. Eu disse para ele sair porque eu estava começando a me preocupar, mas era tarde demais. Ele se forçou para dentro de mim antes que minhas últimas palavras saíssem", relatou.

Após o relato de Danielle viralizar, outra mulher também disse ter sido vítima do cantor em 2015. “Olá, meu nome é Kadi. Assim como Danielle, eu também foi abusada sexualmente por Justin Bieber", escreveu em sua conta do Twitter. Kadi contou que estava esperando para tirar uma foto com o cantor em 4 de maio, em Nova York, quando o segurança a chamou para subir até o quarto de Bieber.

“Eu me apresentei e comecei a socializar com todo mundo e então comecei a falar francês de brincadeira com o Bieber, porque como alguns de vocês sabem, ele fala um pouco de francês já que é do Canadá. Nós estávamos conversando e ele disse que não conseguia me ouvir claramente porque eu estava longe dele e me pediu para chegar mais perto", escreveu.

Kadi relatou que Justin a beijou e ela fugiu para o banheiro, mas ele a seguiu e trancou a porta. “Ele começou a me beijar, tocando meu corpo e me apalpando. Eu pedi para ele parar e disse que não podia fazer sexo com ninguém antes do casamento. Então ele começou a me empurrar para a cama, pressionando o corpo contra o meu. Ele me deitou e puxou minha calça para baixo e me penetrou, o que é considerado algo muito ruim a não ser que seja o marido. Eu o empurrei e o chutei entre as pernas e corri do quarto".

A jovem afirma que, após o ocorrido, tentou se matar e foi para uma reabilitação. Kadi também publicou prints da mensagem que teria recebido do segurança a chamando para o quarto.

Justin Bieber nega as acusações

Após as acusações viralizarem nas redes sociais, Bieber se manifestou em uma série de tweets e afirmou que ficou em um Airbnb após o show, e não no Hotel Four Seasons.

"Rumores são rumores, mas abuso sexual é algo que levo a sério. Eu queria falar imediatamente, mas por respeito a tantas vítimas que lidam com essas questões diariamente, eu queria ter certeza de reunir os fatos antes de fazer qualquer declaração", escreveu o cantor, que também compartilhou notícias, fotos e recibos de hospedagem da época.

"Além disso, eu fiquei com Selena e nossos amigos no airbnb no dia 9 e no dia 10 no Westin, porque a nossa reserva de hotel no LÀ Quinta e não no Four Seasons foi uma bagunça. Aqui estão os recibos do hotel no dia 10", afirmou Bieber. "As fotos que eu mostrei de mim e Selena em 9 de março em Austin devem deixar claro que estávamos juntos naquela noite e fomos do local para o Airbnb e nunca fomos para o Four Seasons", completou.

"Toda alegação de abuso sexual deve ser levada muito a sério e é por isso que minha resposta foi necessária. No entanto, essa história é factualmente impossível e é por isso que vou trabalhar com o twitter e as autoridades para tomar medidas legais", concluiu Bieber.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo