Com Reality Z e Curon, terror e suspense invadem Netflix nesta quarta

Por Wilson Dell'Isola - Metro Jornal

A temporada de medo, suspense e, por que não, sustos está liberada. Entram no catálogo nesta quarta-feira (10) duas novas séries desse tipo na Netflix. Uma, a “Reality Z”, traz mais uma onda de zumbis para dentro de nossas casas, só que a produção brasileira desta vez mandou essas fofuras justamente para o Rio de Janeiro. Como fosse pouco, ainda teremos a companhia de mistérios sobrenaturais em uma cidadezinha italiana na obra que ganhou o nome de “Curon”.

Baseada na produção britânica “Dead Set”, criada por Charlie Brooker – criador de Black Mirror –, o título “Reality Z”  faz zumbis se multiplicarem pelo Rio de Janeiro espalhando pânico e caos. Só que, nesse momento, está lá rolando um reality show chamado Olimpo, e os confinados são avisados sobre esse probleminha técnico na cidade. Por algum motivo, o estúdio da emissora se torna um dos únicos lugares seguros e o grupo vai precisar agir com muito cuidado se quiser evitar a eliminação, digamos, das suas próprias vidas.

A adaptação de “Reality Z” foi feita pelo premiado diretor Cláudio Torres e conta com Sabrina Sato, Guilherme Weber, Ana Hartmann e Jesus Luz no elenco.

Agora, se você considera fichinha lidar com zumbis andando por aí, é possível também testar o coração apertando o play em “Curon”, produção italiana dirigida por Fabio Mollo e Lyda Patitucci.

O vilarejo Curon Venosta, no extremo-norte da Itália, é palco para a trama que conta a história de Anna (Valeria Bilello). Depois de 17 anos afastada por conta de uma série de eventos aterrorizantes, ela retorna com sua família à sua cidade natal e logo descobre que o local não é tão tranquilo quanto parece. Bem, amaldiçoado seria a palavra mais adequada. 

“Quando os sinos da velha igreja tocam, sentimentos reprimidos vêm à tona”, conta o trailer da série, com referência ao campanário quase submerso que amarra os acontecimentos. O único detalhe é que a construção não tem mais sequer sinos…

Vale lembrar que esse povoado italiano existe na vida real, assim como o tal campanário. No livro “Daqui não Saio” – que inclusive inspirou a série –, o autor Marco Balzano reconta a história da inundação proposital na cidade em 1950, pouco depois do final da 2ª Guerra Mundial.

Loading...
Revisa el siguiente artículo