Um ano após morte de Rafael Miguel e de seus pais, assassino continua foragido

Por Metro Jornal

A morte de Rafael Miguel e de seus pais, João Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel completa um ano nesta terça-feira (9). O assassino, Paulo Cupertino Matias, que fugiu da cena no crime após balear os três, continua foragido.

Isabela Tibcherani, namorada do ator de 22 anos, falou em entrevista ao G1 que já não sabe como estão as buscas por Matias, que é seu pai e não aceitava o relacionamento. “Não sei a que pé andam as investigações pois passaram-se meses, e pararam de me informar, o que me levou a pensar que o caso foi deixado de lado, esquecido".

A estudante, atualmente com 19 anos, disse que se afastou das redes sociais para se preservar. Ela desativou sua conta no Instagram e Facebook.

Segundo reportagem do R7, Matias recebeu ajuda de dois amigos, um em São Paulo, onde o crime ocorreu, e outro em Sorocaba, para fugir. Eles teriam providenciado alimentação, transporte e dinheiro.

O caso

Paulo Cupertino Matias não aceitava o namoro da filha e, embora morassem na mesma cidade, Isabela e Rafael estavam há meses sem se encontrar. A distância acabou no dia anterior aos homicídios, quando eles se viram em uma quermesse.

No dia do crime, Isabela saiu de casa para caminhar e ligou para o namorado, que foi ao seu encontro, a pé. Lá, ele percebeu que a namorada não estava bem e ligou para seus pais, pedindo uma carona para levá-la para casa. João, 52 anos, e Miriam, 50, saíram do carro junto do filho para acompanhar Isabela.

Paulo saiu atirando de dentro da casa, onde a garota morava com a mãe e um irmão. As vítimas foram alvejadas 13 vezes.

Rafael Miguel era ator desde a infância, quando estrelou um comercial em que fazia birra para que a mãe comprasse brócolis. Na adolescência, fez parte do elenco da nova versão de "Chiquititas", no SBT.

Paulo e Miriam deixaram duas filhas: Camilla, 27 anos, e Isabelly, 13.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo