Pinacoteca discute protestos antirracistas em live com Grada Kilomba

Por Metro Jornal

A multiartista portuguesa e doutora em Filosofia Grada Kilomba participa neste sábado (6) de uma live com o diretor-geral da Pinacoteca, Jochen Volz, no instagram do Museu (@pinacotecasp).

Grada Kilomba começou a escrever e publicar sobre memória, trauma, psicanálise, feminismo negro e colonialismo, estendendo posteriormente sua pesquisa à performance, encenação, coreografia e visualização das narrativas pós-coloniais. Em seus trabalhos, questões como "Quem fala? Quem pode falar? Falar sobre o quê? E o que acontece quando falamos?" são permanentes aos abordar os conceitos de conhecimento, poder e violência.

LEIA MAIS:
Após dois dias de queda, dólar volta a subir nesta quinta
Policiais envolvidos na prisão de George Floyd são acusados de favorecer homicídio

Com o livro Memórias da Plantação (Cobogó) sobre racismo se tornou a autora mais vendida na Flip 2019 (Festival Internaional de Literatura de Paraty). Na exposição Desobediências poéticas, a primeira no Brasil da artista, abordou as estruturas dos sistemas de opressão pós-colonial, questionou a noção de "branquitude" e explorou o colonialismo e a escravidão.

A conversa, às 11h deste sábado, irá abordar os reflexos da exposição de Kilomba, Desobediências poéticas, realizada na Pina em 2019, suas recentes obras e as manifestações antirracistas no Brasil e no Mundo.

Loading...
Revisa el siguiente artículo