MC Livinho é acusado de racismo por dançarina

Por Metro Jornal

A dançarina e modelo Raielli Leon fez um desabafo no Instagram nesta terça-feira (2) e acusou o cantor MC Livinho de racismo durante a gravação de um clipe, há cerca de três anos.

Raielli afirma que estava dançando ao lado do cantor, quando ele começou a fazer danças obcenas. "Virado pro meu lado, pegando no saco, como se estivesse sarrando. Eu fiquei incomodada ali naquele momento. Nem falou comigo o clipe inteiro e do nada fazendo essas brincadeiras. Pra confirmar meu incômodo, ele tirou o celular do bolso dele, colocou no meu cabelo, puxou e falou: 'você roubou meu celular, cabelo!"", relatou.

"Ele repetiu a brincadeira por mais duas vezes. Colocou a mão no meu cabelo e falou 'ai, cabelo, você espetou a minha mão'. E eu mandando ele parar (…) Ele olhou pra mim e perguntou: 'Vamos pular na piscina? Não quer ver se molha?"". A dançarina conta ainda que ninguém fez nada para defendê-la na hora.

Veja também:
Relembrando ‘O Senhor dos Anéis’
Blackout Tuesday: entenda como começou o movimento das imagens pretas no Instagram

No dia seguinte, ela conta que recebeu uma ligação da equipe de Livinho para outra gravação, mas que só iria caso o MC se desculpasse. "Eu só esperava que ele se desculpasse, nem que fosse por telefone e a vida ia seguir normal. Sabe o que ele fez?! Me xingou de todos os nomes possíveis, falou que ia acabar com a minha carreira, que eu deveria ter medo do que eu estava falando e com quem eu estava brincando. Ele estava atrás da câmera, ele viu tudo. Fiquei mal, desesperada."

Raielli também publicou criticou um post feito pelo MC no Instagram, em que ele aderiu ao "Blackout Tuesday", campanha contra o racismo. "Depois de tudo que vocês vem me causando, não é uma postagem ou tranças que vão fazer vocês menos racistas, não é sobre colocar pretas no clipe para embelezar, é sobre respeitar cada uma de nós, é sobre ter empatia pelas pessoas pretas e pela história do nosso povo!".

A modelo ainda compartilhou o vídeo da produção do clipe, em que Livinho aparece mexendo no cabelo dela. "Queriam me prejudicar e conseguiram, e agora esse papo de #blacklivesmatter, parem com isso!", escreveu.

Após a repercussão do caso, Livinho fez uma live em seu Instagram e falou sobre as acusações. "Eu sou homem e arco com as minhas responsabilidades. Para meus fãs, está aí eu me retratando e pedindo para vocês terem compressão e entenderem o que aconteceu. Querem dar fama para a mina? Dá fama para a mina. Mas por que a mina não está levantando a bandeira do movimento dela, ela está jogando uma situação que já foi resolvida? Só me responde isso".

Ele afirmou que fez uma "brincadeira" e que pediu desculpas no dia. "Eu relevo muitas situações, mas quando chega a um ponto extremo de preconceito, de racismo, eu não consigo. As desculpas foram pedidas no dia. Fui pedir desculpa, pedir perdão. Eu já pedi desculpa no primeiro momento. Teve a brincadeira, sim, me retratei na hora, ela não aceitou. Não falei nada além. Ela está levantando coisas sobre mim que eu não falei, me transformando numa pessoa que eu não sou. Não sou culpado, me retratei", completou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo