Lea Michele se manifesta sobre acusações de racismo: 'me desculpo pelo meu comportamento'

Atores negros que participaram da série "Glee" questionaram comportamentos da atriz nas gravações da série

Por Metro Jornal

A atriz Lea Michele se manifestou nesta quarta-feira (3) sobre críticas de ex-companheiros do elenco de “Glee” (2009-2015), que a acusaram de racismo e microagressões. O caso ocorreu na noite de segunda (1º), quando em resposta a um post da artista em apoio ao movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), ex-colegas de elenco fizeram relatos de episódios de preconceito envolvendo a protagonista da série musical.

Samantha Ware, que viveu Jane na temporada final, afirmou: “Lembra quando você fez o meu primeiro trabalho na televisão um inferno na Terra? Porque eu não vou esquecer. Acho que você disse para todos que se tivesse a oportunidade você ‘defecaria na minha peruca’. Isto entre outras microagressões traumáticas que me fizeram questionar minha carreira em Hollywood", afirmou.

Veja também:
Jay-Z compra anúncios em jornais dos EUA para homenagear George Floyd
MC Livinho é acusado de racismo por dançarina

Outro que compartilhou um episódio de racismo foi Dabier Snell. “Garota você não me deixava sentar na mesa [de leitura de roteiro] com outros membros do elenco porque 'eu não pertencia lá’. Vai se foder, Lea”, disse o ator.

Apesar de dizer que não se lembra das situações apontadas, Lea Michele afirmou lamentar suas atitudes, pediu desculpas e relatou que nos últimos meses tem refletido sobre seus comportamentos. Até o fechamento desta reportagem, a publicação ficou apenas no Instagram, não sendo compartilhada no Twitter – onde os relatos dos atores negros foram feitos. Seus nomes também não são citados no posicionamento da atriz.

Confira abaixo o que disse Lea Michele:

"Uma das lições mais importantes das últimas semanas é que nós devemos tirar tempo para escutar e aprender sobre as perspectivas de outras pessoas, o papel que nós cumprimos e tudo que podemos fazer para ajudar a abordar as injustiças que elas encaram. Quando eu twitter no outro dia, eu pretendia mostrar um apoio por nossos amigos, vizinhos e comunidades de cor durante esse tempo difícil, mas as respostas que eu recebi me fizeram focar especialmente em como meu comportamento com colegas de elenco era percebido por eles.

Por mais que eu não me lembre de ter feito esse posicionamento específico e eu nunca julguei outros pelas suas origens ou sua cor de pele, esse não é o ponto, o que importa é que eu claramente atuei em formas que machucaram outras pessoas.

Seja pela minha posição e perspectiva privilegiada que causou minha percepção como insensível ou inapropriada algumas vezes ou seja pela minha imaturidade ou eu sendo desnecessariamente difícil, eu me desculpo pelo meu comportamento e por qualquer dor que eu posso ter causado. Todos nós podemos amadurecer e mudar e eu definitivamente usei esses últimos meses para refletir sobre meus defeitos."

Loading...
Revisa el siguiente artículo