Atores negros de Glee questionam mensagem antirracista de Lea Michele

Samantha Ware acusou protagonista da série musical de 'microagressões'; Dabier Snell disse ter sido proibido de participar da leitura do roteiro

Por Metro Jornal

A série musical “Glee” (2009 – 2015) voltou ao centro das atenções na noite de segunda-feira (1º), após a atriz Samantha Ware acusar a então colega de elenco Lea Michele de microagressões durante as gravações da 6ª temporada.

Samantha, que viveu Jane na temporada final, respondeu a uma publicação no Twitter de Lea Michele, intérprete da protagonista Rachel Berry, em apoio ao movimento #BlackLivesMatter (#VidasNegrasImportam).

“Lembra quando você fez o meu primeiro trabalho na televisão um inferno na Terra? Porque eu não vou esquecer. Acho que você disse para todos que se tivesse a oportunidade você ‘defecaria na minha peruca’. Isto entre outras microagressões traumáticas que me fizeram questionar minha carreira em Hollywood", afirmou.

Outros atores negros que participaram da série apoiaram a publicação de Samantha Ware. Dabier Snell, que participou de um episódio de “Glee”, compartilhou um episódio de racismo: “Garota você não me deixava sentar na mesa [de leitura de roteiro] com outros membros do elenco porque 'eu não pertencia lá’. Vai se foder, Lea”, disse o ator.

Já Amber Riley, que interpretou Mercedes, do elenco principal, e Alex Newell, que viveu Wade, responderam com imagens animadas. Lea Michele não se manifestou sobre os comentários.

Loading...
Revisa el siguiente artículo