Blake Lively e Ryan Reynolds assumem culpa e fazem comunicado importante sobre protestos antirrascistas nos EUA

Por Victória Bravo

Blake Lively e Ryan Reynolds doaram US $ 200.000 para a NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor) e usaram o Instagram para fazer uma declaração sobre sua própria cumplicidade no racismo sistêmico, assumindo o compromisso de se  educar e se tornar mais informados sobre o assunto.

“Nunca tivemos que nos preocupar em preparar nossos filhos para diferentes regras da lei ou o que poderia acontecer se fôssemos parados no carro. Não sabemos como é a experiência nessa vida dia após dia. Não podemos imaginar sentir esse tipo de medo e raiva. Temos vergonha de que, no passado, ficamos desinformados sobre o quão profundamente racista é o sistema”, escreveram

Eles também falaram sobre seus planos para educar e evitar que seus filhos não contribuam para o ciclo do racismo:

“Ensinamos nossos filhos de maneira diferente da maneira como nossos pais nos ensinaram. Queremos nos educar sobre as experiências de outras pessoas e conversar com nossos filhos sobre tudo, tudo isso… especialmente nossa própria cumplicidade no assunto. Falamos sobre nosso preconceito, cegueira e nossos próprios erros. Olhamos para trás e vemos muitos erros que nos levaram a examinar profundamente quem somos e quem queremos nos tornar. Estamos comprometidos em criar nossos filhos para que nunca cresçam alimentando esse padrão insano e, portanto, farão o possível para nunca infligir dor a outro ser consciente ou inconscientemente. É o mínimo que podemos fazer para honrar não apenas George Floyd, Ahmaud Arbery, Breonna Taylor e Eric Garner, mas todos os homens e mulheres negros que foram mortos quando a câmera não estava gravando”.

View this post on Instagram

@naacp_ldf

A post shared by Ryan Reynolds (@vancityreynolds) on

Loading...
Revisa el siguiente artículo