Artistas e personalidades se manifestam sobre morte de Moraes Moreira

Por Estadão Conteúdo

Artistas e personalidades lamentaram a morte de Moraes Moreira, nesta segunda-feira, 13. O cantor e compositor tinha 72 anos e a causa da morte foi um enfarte. O jornalista e escritor Xico Sá lembrou que Moreira era um cordelista e que fez um folheto sobre a pandemia do novo coronavírus. Sá reproduziu uma estrofe: "até aceito a Polícia /

Mas quando muda de letra / E se transforma em milícia / Odeio essa mutreta / Pra combater o que alarma / Só tenho mesmo uma arma / Que é a minha caneta".

O músico e apresentador Luiz Thunderbird lembrou do show que Moreira apresentou no Festival de Águas Claras. "Inesquecível show que assisti no Festival de Águas Claras, ele, o violão, nos entretendo por duas horas. Vai sereno, Moraes", escreveu.

A cantora Gaby Amarantos relembrou da música Sintonia. "Obrigado por tanta música e criatividade", agradeceu a artista paraense.

 

 

View this post on Instagram

Se houve um banda que fez minha cabeça foram Os Novos Baianos. Uso o plural porque não era só uma banda mas um bando de gente talentosa que, juntos, produziram a música que colou a tradição do samba com a cultura do rock. Acabo de saber da morte de Moraes Moreira e um raio de tristeza fulminou meu coração. Pedra rara de inspiração, compositor e violonista único de propriedades e estilos até então inimagináveis para aquilo que secretamente se suspeitava ser a vocação brasileira, Moraes é dono de uma obra divina. Junto com Galvão é autor de canções tão lindas e singulares, dupla que tem aquela mão cheia que estabelece padrões inaugurais e iluminam o futuro. Acabou Chorare e Novos Baianos Futebol Clube estão entre os discos mais espetaculares da música universal. Tenho por Moraes uma admiração daquelas que se compara a uma dívida, tal a quantidade de ensinamentos contidos nas suas melodias, no suíngue do violão, no timbre marcante de sua voz. Sou fã, admirador, um devoto de sua genialidade, e não há exagero algum no emprego desse adjetivo. A tristeza que sinto só se compara a grandeza de sua música. Deixo aqui meu beijo – junto com o beijo de minha família, toda ela agraciada pelo que ele nos deu, – à sua família. Obrigado, Moraes.

A post shared by Nando Reis (@nandoreis) on

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo