Osesp abre temporada com homenagem a Beethoven

Por Metro Jornal

Em celebração aos 250 anos de nascimento do compositor alemão Beethoven, tema da temporada que se abre nesta quinta-feira (5) com apresentação da “Missa Solemnis”, o suíço Thierry Fischer estreia como novo regente-titular da Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo).

O concerto terá a soprano Susanne Bernhard e o barítono Michael Nagy, ambos alemães, entre os solistas.

Os concertos realizados nesta quinta, sexta e sábado contam com a participação do Coro da Osesp, Coro Acadêmico da Osesp e dos solistas brasileiros Kismara Pezzati e Atalla Ayan.

Veja também:

Sucesso da Broadway, musical sobre Donna Summer estreia nesta quinta no Teatro Santander
Como configurar os sons de uma conversa no WhatsApp? Assim é possível

A temporada 2020 vem com um dos maiores ciclos de obras de Beethoven já apresentados no Brasil, além de outros grandes clássicos da música de concerto e composições de autores do nosso tempo. Serão 132 concertos, entre sinfônicos, recitais, de câmara e do Coro da Osesp.

Apresentada pela última vez pela Osesp em 2012, a “Missa Solemnis” é tida, por consenso, como uma das maiores — para alguns, a maior — de todas as obras de Beethoven.

Combinando harmonias arrojadas com uma recriação muito própria da polifonia antiga, em desenhos formais inéditos, a “Missa” é um exemplo consumado da fase tardia do compositor. Seu impacto afetivo soa único. Sem falar na dimensão humanista e filosófica.

O primeiro dia de concerto, na quinta-feira, será transmitido ao vivo e gratuitamente pela internet, a partir das 20h15, por meio das plataformas digitais da Osesp e também no canal Arte 1. 

Serviço:

Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, Campos Eliseos). Ingressos: R$ 50 a 190.

Loading...
Revisa el siguiente artículo