Casa de García Márquez no México é transformada em espaço literário

Por Estadão Conteúdo

A casa onde Gabriel García Márquez (1927-2014) escreveu sua obra-prima Cem Anos de Solidão vai virar um espaço literário. O anúncio foi feito às vésperas do aniversário do escritor – ele nasceu no dia 6 de março (e morreu no dia 17 de abril de 2014).

Leia mais:
Filme brasileiro ganha prêmio no 70º Festival Internacional de Cinema de Berlim

A casa fica no bairro San Ángel Inn, na Cidade do México. O colombiano García Márquez viveu ali, naquele imóvel alugado, entre 1965 e 1967, assim que desembarcou no País.

Segundo agências internacionais, a Fundação para as Letras Mexicanas (FLM), que recebeu a residência como doação de Laura Coudurier, filha do antigo senhorio de García Márquez, Luis Coudurier, ficará responsável pela adaptação do espaço.

Ainda de acordo com as agências, Gabo atrasou o aluguel por alguns meses. Quando o proprietário ligou para cobrar, Mercedes Barcha, mulher do escritor, disse que o casal não tinha dinheiro porque ele estava trabalhando num romance novo e que pagariam dali a 9 meses. Coudurier disse que tudo bem.

Gabriel García Márquez escrevia justamente Cem Anos de Solidão, que, lançado em 1967, viraria clássico.

A casa tem 260 metros quadrados, três quartos e dois banheiros e mantém as mesmas características de quando a família do escritor viveu ali.

O tradutor e crítico literário Geney Beltrán vai cuidar das atividades da futura Casa-Estúdio Gabriel García Márquez ao lado do escritor Juan Villoro. A ideia é que o local, que ainda não tem data prevista de inauguração, seja um espaço de incentivo à criação e ao debate.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo