JeeYoung Lee traz instalações inspiradas em fábulas ao Farol Santander

Por Metro Jornal

Pela primeira vez no país, a artista sul-coreana JeeYoung Lee traz duas instalações ao Farol Santander inspiradas em fábulas, metáforas culturais, memórias, sonhos e sentimentos. Em cartaz desta sexta-feira (14) até o dia 3 de maio, a mostra Devaneios – Os Mundos de JeeYoung Lee, conta com direção artística do empresário da noite Facundo Guerra.

“The Panic Room” (O Quarto do Pânico) e “My Chemical Romance” (Meu Romance Químico) ocupam o 22º andar do edifício. Formada pela Universidade Hongik (Coreia do Sul), e ganhadora do Prêmio Arte Soberana em 2012, JeeYoung Lee é conhecida pelas criação de imagens surreais, moldando os espaços físicos em grandes cenários imaginativos.

Veja também:
Amsterdã vai restringir acesso de turistas à área de prostitutas
Diário Oficial formaliza troca de ministros de Bolsonaro

Assim, ela convida o público a adentrar no universo de seus devaneios, em alusão a “Alice no País das Maravilhas” ou o arquipélago de Lilliput (“Gulliver”). E o mais legal é que Lee tem êxito sem fazer uso de tecnologias como a realidade virtual, na contramão de uma tendência que tem se tornado até lugar-comum.

Entrar nas instalações de Lee é como realizar aquele desejo de criança de fazer parte das maquetes. Durante a exposição, o público circulará por um caminho que leva de uma instalação à outra. Na composição do ambiente, ao fundo das obras, também estão expostas fotografias clicadas pela artista.

Em seu processo criativo, JeeYoung Lee trabalhou meses em seu estúdio, explorando elementos que contribuíssem não só com o aspecto visual, mas com a sua própria identidade.

Sem nenhum truque de photoshop ou computador, ela, usou apenas uma câmera fotográfica e a diversificação de materiais para produzir todo o cenário sozinha, assumindo os papeis de fotógrafa, designer, escultora, artista e modelo.

“The Panic Room” é uma instalação de 7,10m x 9m que deriva dos lugares onde Lee costumava brincar na infância e de suas lembranças afetivas. Já “My Chemical Romance” obra com medidas de 7,30m x 9m, teve como inspiração os vários dutos que a artista avistava em seu bairro, Mangwondong, em Seul.

Devaneios – Os Mundos de JeeYoung Lee Detalhe de "My Chemical Romance" / Edson Kumasaka/Divulgação
Loading...
Revisa el siguiente artículo