Macaulay Culkin desfaz mito de ter se 'divorciado' de seus pais

Por Metro Jornal

Macaulay Culkin cultiva, mesmo que indiretamente, a imagem de esquisitão que se esquiva da fama óbvia. Em 2020, o ator que estourou aos 10 anos na franquia "Esqueceram de Mim" e partiu nossos corações em "Meu Primeiro Amor", completa 40 anos e se sente pronto a se expor além de seu site de lifestyle, o Bunny Ears, e memes eventuais. Ele posou para a edição de março da revista Esquire, a primeira capa em 15 anos.

Leia mais:
Macaulay Culkin ‘sente a idade’ ao refazer cenas de Esqueceram de Mim; compare as cenas

"As pessoas imaginam que sou louco, um excêntrico, traumatizado. Estranho. Insano. Nos últimos dois anos eu não me expus mesmo, então entendo isso. Mas, ao mesmo tempo, penso: "Tá bom, pessoal, parem de ficar chocados ao perceberem que eu estou relativamente estável. Veja, eu sou uma pessoa bem peculiar", diz trecho da entrevista publicada pela revista americana nas redes sociais.

Mack, como é conhecido, também falou sobre uma das lendas mais frequentes relacionadas à sua infância de superstar. Era o ator mirim mais lembrado dos anos 1990 e "melhor amigo" de Michael Jackson e também teria se "divorciado" dos pais ainda na adolescência.

"Essa questão é sempre mal interpretada. Que eu tenha me 'emancipado'dos meus pais. Eu legalmente tirei os nomes de meus pais do meu testamento e contratei um profissional para cuidar das minhas finanças caso alguém quisesse enfiar o dedo mindinho na torta. Mas tudo que se ouviu foi a história de que eu me divorciei dos meus pais. Eu apenas achei que estava fazendo tudo de forma clara, tirando o nome do meu pai, tirando o nome da minha mãe, para que minha opinião fosse imparcial", disse Macaulay.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo