Bong Joon-ho deveria ter levado Oscar de melhor senso de humor

Por Eduardo Ribeiro - Metro Jornal São Paulo

“Parasita” sagrou-se o grande vencedor do Oscar 2020, agraciado com quatro estatuetas das seis categorias para as quais foi indicado – roteiro original, filme internacional, diretor e filme do ano, o primeiro não falado em inglês da história a vencer nesta categoria. Mas não foi só junto aos integrantes da Academia que o diretor sul-coreano Bong Joon-ho fez sucesso. O carismático cineasta também conquistou o público, na noite do último domingo, pelo seu afiado senso de humor.

Ao subir no palco para receber o segundo prêmio, de melhor filme estrangeiro, ele declarou que, passada a ansiedade, “agora já estou pronto para tomar uns drinques”. Mais adiante, quando veio o anuncio de que ele era o vencedor da categoria melhor diretor, ficou ainda mais extasiado e disparou ao microfone: “Depois dessa vou beber até amanhã de manhã.” Só que nada poderia prepará-lo para a maior surpresa de todas, o prêmio de melhor filme!

A alegria de Joon-ho viralizou. Tem foto dele colocando dois troféus para se beijarem, além de uma porção de memes. Um tuíte do usuário romulodesu mostra o diretor olhando com fascínio para o prêmio: 

No final, ele realmente estava com uma taça de champanhe à mesa quando pediu desculpas pelo trabalho que deu aos profissionais que dispensaram  tempo gravando seu nome nas estatuetas. E, depois de ser questionado sobre como teve uma ideia tão original, resumiu, mostrando que sabe, sim, falar um pouco de inglês: “É porque eu sou um baita de um estranhão.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo