Balé da Cidade de São Paulo retorna com espetáculo 'A Biblioteca de Babel'

Por Metro Jornal

O Balé da Cidade de São Paulo retorna com o espetáculo “A Biblioteca de Babel” para a estreia da temporada 2020 da companhia. A produção, baseada no conto do escritor argentino Jorge Luis Borges, discute os princípios da comunicação, a evolução e o entendimento entre os homens.

A temporada começa nesta sexta-feira (7), às 20h, no Theatro Municipal (Praça Ramos De Azevedo, s/n, República, SP; tel.: 3053-2090). As apresentações ainda seguem nos dias 8, 11, 12 e 13, também às 20h, e no dia 9, um domingo, às 18h. Os ingressos variam de R$ 15 a R$ 60.

Veja também:
Claudia Rodrigues está internada em UTI de hospital em São Paulo
Tom Cruise dispensa dublê e faz cenas a bordo de caça no novo Top Gun

No conto, os corpos são compreendidos como um livro, um documento da existência. O público presenciará os bailarinos arquivados em uma prateleira como se fossem livros, isolados. O conceito é do diretor artístico, Ismael Ivo, e do cenógrafo Marcel Kaskeline. Ivo também é o coreógrafo.

Os 34 bailarinos estudaram a teoria da Evolução da Espécie Humana, de Charles Darwin, e o trabalho do fotógrafo Eadweard Muybridge, especializado em captar os movimentos de locomoção dos homens e dos animais. “A Biblioteca de Babel” vem de uma pesquisa realizada anteriormente por Ismael Ivo, que resultou na produção “Biblioteca del Corpo”, também inspirada no conto de Jorge Luis Borges. Há sete anos, foi apresentada por 25 integrantes do L´Arsenale della Danza na Bienal de Dança de Veneza, na Itália.

Loading...
Revisa el siguiente artículo