'Queria poder ter tido mais tempo', lamenta filha de Asa Branca

Por Estadão Conteúdo

Os filhos do locutor de rodeios Waldemar Ruy dos Santos, conhecido como Asa Branca, publicaram homenagens e lamentaram a morte do pai. Asa Branca morreu nesta terça-feira, 4, após ser internado em decorrência de um câncer na boca.

"Vivemos bons momentos juntos e agradeço por cada um deles! Vá em paz meu pai", disse Gabriel Magalhães, filho de Asa Branca com Mara Magalhães, ex-mulher e também locutora de rodeios. Mara também lamentou a morte e, em uma publicação, declarou três dias de luto "pela partida de um dos nossos filhos mais amados e queridos".

"Segue não para, vai e segue na direção de Deus. E eu fico por aqui e guardo no meu coração só as lembranças boas que vivemos juntos", disse Bianca Gonçalves. "Eu te amo pai para sempre, olhe por nós aí de cima minha estrelinha", comentou Lara Asa Branca, outra filha do locutor.

Lara Lemos, filha de Asa Branca que mora nos Estados Unidos e chegou a visitar o pai no hospital, também lamentou a morte: "queria poder mudar tantas coisas, queria poder ter tido mais tempo para te conhecer melhor. Eu te amo, apesar de pouco tempo que passamos juntos você me ensinou uma das lições mais importantes da minha vida".

O locutor também recebeu homenagens dos cantores sertanejos Chitãozinho e Xororó e Daniel. Asa Branca, que tinha 57 anos, será enterrado em Turiúba, em São Paulo, com previsão de chegada na cidade nesta quarta-feira, 5.

Asa Branca foi internado em 14 de dezembro de 2019 para tratamento de um câncer na boca, sendo liberado uma semana depois, em 21 de dezembro. Após uma piora na saúde, voltou ao hospital em 27 de dezembro. Sua internação mais recente teve início em 25 de janeiro de 2020.

Loading...
Revisa el siguiente artículo