Filme brasileiro concorre a prêmio máximo do Festival de Berlim

Por Ansa

O filme "Todos os Mortos", coprodução entre Brasil e França, concorrerá ao Urso de Ouro no Festival de Berlim, que acontece entre 20 de fevereiro e 1º de março, informou nesta quarta-feira (29) o diretor artístico da competição, Carlo Chatrian.

Na lista de filmes também estão os longas italianos "Favolacce", de Damiano e Fabio D'Innocenzo, e "Volevo nascondermi", de Giorgio Diritti. Ao todo, serão 18 produções na disputa principal. Entre eles estão "Le sel des larmes" (The Salt of Tears), do francês Philippe Garrel, "Never Rarely Sometimes Always", da americana Eliza Hittman, "The Woman Who Ran", do sul-coreano Hong Sangsoo, e ainda "The Roads Not Taken", da britânica Sally Porter.

LEIA MAIS:
Boneco do youtuber Luccas Neto é o segundo brinquedo que mais faturou em 2019
Anderson Noise ganha biografia escrita pela jornalista Claudia Assef

"Todos os Mortos" é dirigido em parceria por Marco Dutra e Caetano Gotardo. O longa narra a história do declínio de uma família paulista contada por três mulheres. A trama se passa no final do século 19 e acontece depois da morte da empregada doméstica da residência. Além dele, o Brasil participa com 18 outros filmes em várias sessões do festival.

Neste ano, a abertura da competição será feita com "Meu Ano de Salinger", de Philippe Falardeau, com Sigourney Weaver.

Confira a lista completa dos concorrentes ao Urso de Ouro:

Berlin Alexanderplatz, de Burhan Qurbani Alemanha / Países Baixos

DAU. Natasha, de Ilya Khrzhanovskiy, Jekaterina Oertel / Alemanha

Domangchin yeoja (The Woman Who Ran), de Hong Sangsoo / Coreia do Sul

Effacer l'historique (Delete History), de Benoît Delépine, Gustave Kervern / França/Bélgica

El prófugo (The Intruder), de Natalia Meta Argentina / Mexico

Favolacce (Bad Tales), de Damiano & Fabio D''Innocenzo / Itália/Suíça

First Cow, de Kelly Reichardt Estados Unidos – Irradiés (Irradiated), de Rithy Panh / França / Camboja

Le sel des larmes (The Salt of Tears), de Philippe Garrel / França/ Suíça

Never Rarely Sometimes Always, de Eliza Hittman / Estados Unidos

Rizi (Days), de Tsai Ming-Liang / Taiwan

The Roads Not Taken, de Sally Potter / Reino Unido

Schwesterlein (My Little Sister), de Stéphanie Chuat, Véronique Reymond / Suíça

Sheytan vojud nadarad (There Is No Evil), de Mohammad Rasoulof Alemanha/República / Checa/Irã

Siberia, de Abel Ferrara Itália/Alemanha/México

Todos os mortos (All the Dead Ones), de Caetano Gotardo, Marco Dutra / Brasil/França

Undine, de Christian Petzold / Alemanha/França

Volevo nascondermi (Hidden Away), de Giorgio Diritti / Itália

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo