Influencer de 8 anos enfrenta dificuldades para ser aceito em escolas por causa do cabelo longo

Por Victória Bravo

Farouk James, um menino britânico de apenas 8 anos, se tornou um influencer no Instagram com seus cabelos longos e cacheados. No entanto, ele e sua família não pensavam que na vida real, enfrentariam desafios por causa da decisão de manter sua “cabeleira”.

No programa This Morning, Bonnie Miller, que é mãe da criança, denunciou que muitos colégios londrinos não o aceitam como aluno por conta do seu cabelo.

Bonnie revelou que uma das opções que eles consideram para não passar mais por essas restrições, é declarar James como gênero não binário, termo que refere-se às pessoas que não se percebem como pertencentes a um gênero exclusivamente e cuja identidade e expressão de gênero não são limitadas ao masculino e feminino.

A criança disse que "se sentiria muito triste e com raiva" se precisasse cortar seu cabelo. Então, sua mãe decidiu fazer uma proposta ao governo para impedir que as escolas proíbam seus alunos de usar cabelos compridos.

Em entrevista ao Metro Reino Unido, Bonnie conta que espera que seus esforços para lutar por regras iguais para os cabelos também permitam que as pessoas trans se sintam mais confortáveis ​​em se expressar da maneira que desejam.

“[O cabelo] faz parte da identidade deles. Você está pedindo a alguém que tire uma grande parte de si mesmo, para se encaixar no que é socialmente esperado”, acrescentou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo