Harry e Meghan querem 'independência financeira' e se afastarão da Família Real

Por Metro Jornal

O ano de 2020 começou com uma importante decisão para o Príncipe Harry, um dos membros de maior destaque midiático na Família Real britânica.

Ele e sua esposa, Meghan Markle, a Duquesa de Sussex, pretendem abdicar algumas de suas funções como membros sênior da família. O plano do casal é ser "financeiramente independente" dos parentes reais.

"Após meses de reflexão e discussões internas, escolhemos fazer uma transição neste ano para começar a construir um novo e moderno papel dentro desta instituição", escreveu o casal em seu Instagram oficial. A postagem foi feita nesta quarta-feira (8). "Pretendemos nos afastar do papel de membros sênior da Família Real e trabalhar para nos tornarmos financeiramente independentes, enquanto continuamos a apoiar inteiramente Vossa Majestade a Rainha [Elizabeth II]".

O casal também pretende passar mais tempo nos Estados Unidos, onde Meghan Markle nasceu. "Esse equilíbrio geográfico nos permitirá criar nosso filho com respeito à tradição real na qual ele nasceu, enquanto também permite à nossa família espaço para focar no próximo capítulo, que inclui a inauguração de nossa nova instituição de caridade".

Harry e Meghan, que tiveram seu primeiro filho, Archie, em maio de 2019, tiveram o trabalho voluntário e a caridade como eixo comum enquanto começavam a se conhecer. A paixão de ambos os aproximou, e deve continuar unindo-os mesmo após o casamento.

"Estamos ansiosos para compartilhar todos os detalhes deste próximo passo animador quando o tempo for correto", diz o anúncio, "e continuaremos a colaborar com Vossa Majestade, o Príncile de Gales, o Duque de Cambridge e todos os entes de relevância".

"Até lá, por favor aceitem nossa mais profunda gratidão por todo o seu apoio".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo