Paula Toller será indenizada pelo PT e por ex-parceiro por uso de hit em campanha

Por Metro Jornal

Paula Toller, vocalista do Kid Abelha, venceu uma ação contra o PT (Partido dos Trabalhadores) e contra seu ex-parceiro Leoni, que também fez parte da banda carioca durante os anos 1980. Toller deve ser indenizada pelo uso não autorizado do hit "Pintura Íntima" na campanha de Fernando Haddad para a presidência, em 2018.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, a cantora deve receber R$ 100 mil do partido e de Haddad. Como explicado no processo, Toller fez pedido ao TRE ainda durante a veiculação da propagada, que determinou a “retirada imediata da obra musical, suspendendo o seu uso na campanha em razão da ausência de autorização”.

O processo contra Leoni, coautor da letra, se deu porque o compositor autorizou o uso sem informá-la. Depois que trecho da versão original foi removido da publicidade eleitoral ("Fazer amor de madrugada/Amor com jeito de virada"), Leoni fez uma nova versão, de novo sem entrar em acordo com Toller. A  indenização, nesse caso, é de R$ 50 mil.

"Pintura Íntima"foi lançada em 1984, no álbum de estreia do Kid Abelha.

Loading...
Revisa el siguiente artículo