MasterChef - A Revanche: ‘O maior prêmio é a projeção do programa’, diz Ana Paula Padrão

Por Karen Lemos - Portal da Band

Ana Paula Padrão comentou a final acirrada do MasterChef – A Revanche, que teve o curitibano Vitor Bourguignon como vencedor por apenas um ponto de diferença do vice-campeão Estefano Zaquini. "Fiquei na dúvida até o fim [sobre quem venceria o programa], só soube mesmo quando anunciou; ambos estavam realmente muito preparados", disse em conversa com o Portal da Band.

Leia mais:
MasterChef – A Revanche: ‘Me sentia menos favorito que o Estefano’, diz o campeão Vitor
MasterChef Brasil: Inscrições para 2020 já estão abertas

Para a apresentadora, o maior prêmio que o talent show oferece é a visibilidade. "Claro que ganhar é ganhar, mas no caso do MasterChef, os participantes ganham tanta projeção na carreira que não faz diferença quem leva o troféu ou não. Ainda mais por apenas um ponto. Para o mercado da culinária, isso não é nada".

Ana Paula avaliou como positivo a temporada, principalmente pela oportunidade de acompanhar de perto a evolução de cada um dos cozinheiros. "Eu sempre faço um processo de imersão antes do início das gravações do programa; estudo o perfil de cada um para ter uma interação com eles. Meu papel é entender o que acontece nos bastidores e trazer para a cena. Dessa vez eu não precisei. Minha pesquisa foi feita na base de coisas que eu já tinha. Comecei esse processo mais rápido", revelou para a reportagem.

"O que foi mega interessante mesmo foi ver como as essas pessoas mudaram. Elas vieram com outras experiências, novas estratégias e cozinhando coisas diferentes. Eu gosto de gente, sou muito curiosa, isso é da minha profissão. Então foi bacana ver quem eram essas pessoas antes e quem elas são agora. Quem realmente investiu no talento culinário ou veio com mais maturidade para enfrentar as pressões que o programa tem", completou.

A apresentadora lembrou ainda que as inscrições para a próxima temporada do MasterChef Brasil já estão abertas. "O que sabemos é que será uma nova temporada de amadores. Ano que vem já começamos a nos preparar", adiantou a jornalista, que destacou ainda o sucesso do formato. "Eu sempre me pergunto: 'será que vamos conseguir fazer sucesso de novo, agradar o público, conseguir um casting maravilhoso e gente interessada em se inscrever? E sempre me surpreendo com a quantidade de retorno positivo que temos. Começam as inscrições e tem muita gente interessada", pontuou.

"O programa tem vida própria, não depende mais da gente. E essa vida própria é alimentada pelas pessoas que gostam do MasterChef, querem participar, tem um sonho. O mais bacana é quem vem para cá com um sonho e quer mudar a vida de alguma maneira. A gente entrega todo dia comida, mas no final o que oferecemos mesmo é um grande sonho".

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo