Itaú Cultural revisita obra de Alceu Valença em exposição

Por Metro Jornal

Seguindo sua variedade de estilos e gêneros que marcam a cultura brasileira, a série “Ocupação”, do Itaú Cultural, chega a sua 48ª mostra e mergulha a partir de sábado (14) na vida artística um dos grandes da música: Alceu Valença.

Natural de São Bento do Una, agreste pernambucano, o advogado que virou cantor, compositor e instrumentista é representado através de músicas, letras e imagens.

Na entrada, o poema “O Tempo”, seguido da projeção do filme “A Noite do Espantalho” (1975), de Sergio Ricardo, onde ele fez papel principal.

A segunda parte envolve psicodelia para embalar sua obra, seus discos, sucessos e grandes parcerias. A cidade de Olinda, um dos amores de Alceu, também é exaltada, seja por meio de um vídeo super 8 gravado pelo próprio artista, até as míticas aparições de Alceu na janela de sua casa na cidade alta.

Os eixos seguintes exaltam o tempo no agreste e as referências circenses, fechando com toda a discografia do músico, incluindo vitrola com vinis e, claro, o clima de Carnaval.

Shows

Duas apresentações gratuitas abrem a mostra. Sábado, às 20h, tem Alessandra Leão e Rafa Barreto, que revisitam a obra de Alceu Valença no show “Punhal de Prata”, destacando seus quatro primeiros discos. Domingo (15), às 19h, tem Almério, com músicas de compositores da região pernambucana.

Serviço
No Itaú Cultural
Av. Paulista, 149, Bela Vista; tel.: 2168-1777
Abre no sábado (14). De ter. a sex., das 9h às 20h; sáb., dom. e feriados, das 11h às 20h;
Grátis. Até 2/2/2020.

Loading...
Revisa el siguiente artículo