Vikings: Atores falam sobre 'Anjo da Morte' no set e mulheres que ameaçaram criador da série

Por Victória Bravo

A sexta e última temporada de “Vikings” acabou de estrear e, mesmo que ainda reserve muitas surpresas para os fãs, o elenco da produção está em clima de despedida. No entanto, os atores Katheryn Winnick (Lagertha) e Alexander Ludwig (Bjorn Lothbrok) confessaram que sempre estiveram em clima de “saída” da série.

Em entrevista a Fox News eles confessaram que sempre pensavam que poderiam ser “mortos” na trama: “Tínhamos um produtor que chamávamos de Anjo da Morte. Ele ligaria para você duas semanas antes”, respondeu Ludwig.

“Isto é Vikings. Você nunca sabe quando irá. O produtor lhe daria um tapinha no ombro e diria: 'Posso falar com você?' E ele seria a primeira pessoa que entregaria sua cabeça”, revelou Katheryn.

O ator que dá vida ao primogênito de Ragnar (Travis Fimmel), confessou que no início até se sentiu seguro, mas depois acabou percebendo que poderia ser morto a qualquer momento.

“Eu sempre me senti um pouco seguro apenas porque meu personagem é baseado historicamente. Ele foi o primeiro rei da Suécia. Mas eu vi que o programa tinha seu lado criativo e começou a ganhar mais e mais liberdades. É um drama. Então, Michael começou a tomar mais liberdade com a história e comecei a perceber: 'Oh, cara. Você nunca sabe. Nosso tempo pode chegar'”, explicou.

Já Katheryn teve a ajuda, especialmente das fãs mulheres, para permanecer viva, sendo uma das poucas personagens que participou de todas as temporadas.

“Eu sei que Michael costumava receber ameaças de morte de outras mulheres dizendo: 'Você pode matar todos os personagens, mas não toque em Lagertha!', apenas pelo que ela representava. Então… você pensa que está seguro, mas nunca sabe. No final do dia, você nunca está realmente seguro”, confessou.

“Vikings” chegará ao fim em 2020 e abrirá espaço para o spin-off “Valhalla”!

gif Reprodução / Giphy

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo