MasterChef - A Revanche: ‘O resultado elástico surpreendeu’, revela Fernando Kawasaki

Por Vinícius de Melo - Portal da Band

A primeira prova em equipe do MasterCHef – A Revanche foi bastante intensa. Os cozinheiros tiveram que preparar em duas horas um prato principal e uma sobremesa para 150 tripulantes da Marinha Brasileira, a bordo do Porta-Helicópteros Multipropósito Atlântico. "Esse tipo de prova a gente já espera depois de ter passado pelo programa, mas isso não minimiza o desafio", disse o capitão do time vermelho, Fernando Kawasaki.

Para o paulista, a primeira surpresa do dia foi a velocidade em que os integrantes do time amarelo se aglutinaram. "Quando a Ana Paula Padrão falou que a gente tinha 30 segundos para se organizar, o pessoal correu e todo mundo abraçou o Estefano [Zaquini]. Acabou sobrando eu, o Fernandinho [Cavinato], o Fabio [Nunes], o Vitor [Bourguignon] e o Helton [Oliveira]. Então nosso time se criou de forma espontânea", relembrou.

"Acho que o pessoal já tinha se organizado, entre eles, de se reunirem e a gente foi pego de surpresa. Eu estava esperando dois capitães serem selecionados e, então, a gente fazer a seleção do time. Mas no final, eu gostei muito da equipe que se formou e do jeito que meu time desenrolou as coisas durante a prova", completou.

Capitaneado por Fernando, o grupo vermelhou acabou sendo surpreendido novamente ao ser derrotado pelo grupo amarelo de lavada: 127 a 23. "Eu não sabia o que o outro time tinha servido, nem nada, devido ao ritmo frenético da prova, mas o resultado elástico surpreendeu. A gente achava que tinha feito um serviço bom, que traria um pouco mais de votos", explicou.

De volta à cozinha, o paulista foi elogiado por Henrique FogaçaPaola Carosella e Erick Jacquin por seu desempenho na prova e conquistou o mezanino. "Foi um mix de sentimentos. Quando os chefs resolveram imunizar a mim, eu fiquei muito feliz principalmente por tudo que eles disseram, sobre como eu conduzi o time. Isso mostrou um amadurecimento que eu ainda não tinha provado para mim mesmo", disse emocionado.

"Quando eu saí do MasterChef, eu era quatro mais jovem, mais eufórico e talvez mais nervoso. Esse feedback dos chefs para mim foi um troféu, uma grande conquista. O maior sentimento disso tudo é gratidão, de saber que o fato de você ter feito um bom serviço também é recompensado pelos jurados", completou.

"Fiquei muito grato, mas ver o pessoal ali fazendo a prova de eliminação sem você estar lá também é algo que te deixa com um peso nas costas. Foi uma mistura de peso na consciência, alívio e gratidão aos chefs pelo reconhecimento do bom trabalho", finalizou.

MasterChef – A Revanche é um formato da Endemol Shine Group, produzido pela Endemol Shine Brasil em uma co-produção com a Band e o Discovery Home & Health. O programa vai ao ar todas às terças-feiras, às 22h45, na tela da Band (com transmissão simultânea no aplicativo da emissora para dispositivos móveis). A atração também vai ao ar às sextas-feiras, às 20h30, no Discovery Home & Health.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo