Símbolo da causa negra e do feminismo, Angela Davis lança biografia no Brasil

Por Eduardo Ribeiro - Metro São Paulo

Angela Davis, filósofa e icônica ativista pelos direitos civis e da população negra, conhecida por integrar o grupo Panteras Negras nos anos 1970, desembarcou no Brasil para uma série de encontros e o lançamento do livro “Uma Autobiografia”.

Leia mais:
Milton Nascimento publica nota contra deputado que usou ‘Coração de Estudante’
Confirmada! Gal Gadot estará na CCXP 2019

Quarto título da norte-americana publicado pela editora Boitempo, a obra é um retrato sem filtros das lutas sociais nos Estados Unidos durante as décadas de 1960-70 pela perspectiva de uma das militantes mais engajadas de nosso tempo.

livro angela davis boitempo Reprodução/Boitempo

Sua trajetória é narrada desde a infância até a carreira de professora universitária, interrompida por aquele que seria considerado um dos mais midiáticos julgamentos do século 20.

Uma arma registrada em nome de Angela foi usada num ataque realizado por pessoas ligadas aos Panteras Negras, organização surgida da mobilização popular pelos direitos civis. Um tribunal foi invadido e o confronto acabou com quatro mortos, sendo um juiz. Inimiga pública, ela foi presa após fuga em Nova York e passou 18 meses de cárcere.

Com a pressão do movimento internacional “Free Angela Davis”, a ativista foi absolvida por falta de provas em 1972. O texto segue costurando lutas sociais e vida pessoal em busca de provocar reflexão sobre o caráter estruturalmente violento do sistema carcerário, do machismo e do racismo, em evidente manifesto pela dignidade e emancipação humanas.

Depois de duas conferências em São Paulo, uma delas na segunda-feira (21), na área externa do Auditório Ibirapuera, a autora desembarca na quarta (23) no Rio de Janeiro, encerrando a visita ao país com debate aberto ao público no Cine Odeon, às 19h.

“As pessoas não me reconhecem pelo indivíduo, mas sim pelo poder dos movimentos coletivos. Me vejo como representante desses movimentos e a minha responsabilidade é continuar encorajando as pessoas a se unir, apoiar e seguir com confiança rumo ao futuro”, declarou ela em coletiva que precedeu a conferência de ontem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo