Com sessões de cinema do show, Metallica traz 'S&M 2' como lembrança e novidade

Por Por Alexandre Dias- Especial para o Metro Jornal

Em 1999 o Metallica fez uma parceria histórica com a Orquestra Sinfônica de San Francisco, que resultou no álbum "S&M". Após 20 anos, os roqueiros celebraram o projeto com a sua continuação.

Leia mais:
Em tom de protesto, Elza Soares apresenta novo disco no Balaclava Fest
Osesp celebra os 250 anos de nascimento de Beethoven

Segundo a banda, "S&M 2" teve muito mais influência de cada um deles, diferentemente do primeiro disco que foi muito conduzido pelo diretor musical e maestro Michael Kamen. Não à toa, os cinemas do mundo todo receberão sessões da apresentação nesta quarta (09) e na sexta-feira (11), inclusive o Brasil.

A iniciativa mostra o rumo comercial que o Metallica tomou com os anos, assim como os integrantes e fãs estão à vontade com isso. Contudo, o grupo não se acomodou com sucesso e o crescimento, o que fica claro com o rumo da nova apresentação em San Francisco, nos Estados Unidos.

Com Robert Trujillo no lugar do baixista da época, Jason Newsted, o repertório de "S&M 2" é muito parecido com o original na performance dos músicos e no setlist. Há algumas faixas "obrigatórias" que estavam na lista de canções de 1999 – até hoje -, como "Enter Sandman" e "Nothing Else Matters", gerando um déjà vu.

Já na primeira metade do show, o último álbum ("Hardwired… to Self-Destruct") é trazido com intensidade com "Confusion", "Halo On Fire" e "Moth Into The Flame". Até os períodos polêmicos de mudança no estilo musical, como "The Memory Remains" de "ReLoad", vem com força; e os fãs retribuem em um coro que prova a relevância perene do Metallica na música.

Os dois números conduzidos pela orquestra – "Scytian Suite" e "Iron Foundry" – também revelam muito da paixão do quarteto. James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett e Robert Trujillo não estão lá por estar. Há a intenção de passar novos sentimentos e sensações. No caso, é a mistura direta entre o heavy metal e a sinfonia clássica.

Internação de James Hetfield

No final de setembro, James Hetfield voltou para a reabilitação para tratar do consumo excessivo de álcool. O "S&M 2" foi gravado no início do mesmo mês, mas em nenhum momento da gravação o problema do cantor é abordado. E a performance dele não reflete qualquer sinal que a sua condição poderia exibir.

Metallica no S&M 2 Divulgação/S&M 2

Os metaleiros cancelaram apenas as passagens pela Austrália e Nova Zelândia por conta da internação do guitarrista, porém o resto da programação não foi alterado. Em abril de 2020, eles marcaram apresentações no Brasil com Greta Van Fleet e Ego Kill Talent.

Robôs

O projeto também foi marcado pelo agendamento de um segundo show com a orquestra, pois o primeiro sofreu com a compra de ingressos feita por robôs. Com a ocorrência, a banda se desculpou e marcou outra apresentação.

Serviço 

Metallica & San Francisco Symphony: S&M²
Local: Cinemas das rede UCI, Cinemark e Cinépolis
Datas: Quarta (09) e sexta-feira (11)
Ingressos: Disponíveis no site metallica.film

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo