Robert Downey Jr. se manifesta sobre crítica de Scorsese aos filmes da Marvel

Por Metro Jornal

A recente declaração de Martin Scorsese ao afirmar que os filmes da Marvel "não são cinema" já fez com que alguns atores que passaram pelo estúdio se manifestasse. O mais recente é Robert Downey Jr., o Homem de Ferro, que é um dos maiores nomes que passaram pela empresa.

Leia mais:
Mostra Internacional de Cinema neste mês terá 300 filmes inéditos
‘Mona Lisa’, de Leonardo da Vinci, retorna a sua ala de origem no Louvre

Em entrevista ao programa do radialista Howard Stern, o intérprete de Tony Stark deu uma resposta educada e aberta ao debate. "Bom, o filme passa em cinemas, não? […] Eu aprecio a opinião dele porque é como qualquer outra coisa, nós precisamos de todas as diferentes perspectivas para que possamos chegar a um senso comum e avançar", diz.

Antes de Downey, Samuel L. Jackson, o Nick Fury, e Karen Gillan, a Nebulosa, também comentaram sobre a fala do diretor. O primeiro foi mais pessoal, apesar de ter analisado, assim como o ator de Tony Stark, o gosto do cineasta como um todo.

Nick Fury - Samuel L. Jackson Reprodução

"Eu não prestei muita atenção nisso. É como dizer que o Perna Longa não é engraçado. Um filme é um filme. Nem todo mundo gosta dos filmes dele. Eu gosto. Mas tem muitos ítalo-americanos que não se deveria fazer filmes sobre eles dessa maneira", afirma Jackson à Vareity.

Enquanto isso, Gillan se atentou ao fato de Scorsese dizer que os longas da Casa das Ideias "não são o cinema de seres humanos tentando transmitir experiências emocionais a outros seres humanos". "Com certeza são (cinema). Cinema é narrativa com imagens", explica a atriz de "Guardiões da Galáxia" ao Hollywood Reporter.

Karen Gillan como Nebulosa em Vingadores Reprodução

O próximo projeto da Marvel é a produção solo da Viúva Negra, enquanto Scorsese lança ainda este ano pela Netflix "O Irlandês".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo