Artista cria parques em cemitérios de São Paulo

CCBB expõe projeto inovador do artista visual Pazé, que prevê cultivar em terrenos públicos mais de 1,3 milhão de m² de área verde

Por Eduardo Ribeiro - Metro São Paulo

Já pensou se, no lugar de lápides, túmulos e caminhos concretados, os cemitérios de São Paulo dessem lugar a parques e áreas verdes? Nada mal, para uma cidade que sofre com o ar seco e poucos espaços de lazer. Isso é o que propõe o agrônomo e artista visual Pazé, por meio de uma exposição em cartaz no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil). O espaço funciona na rua Álvares Penteado, 112, centro, das 9h às 21h, menos terça-feira, quando fecha. O evento vai até dia 28 e a entrada é gratuita.

Jardins do Tempo resulta de uma longa pesquisa de oito anos, e apresenta, em fotografias, plantas arquitetônicas, desenhos, aquarelas e animação, projetos desenvolvidos para oferecer quatro jardins botânicos cultivados com espécies da flora brasileira.

Pazé Cemitérios São Paulo Detalhe do projeto de parque no Araçá / Divulgação

Na proposta, os jardins seriam cultivados em cemitérios públicos que, reconfigurados, continuariam a ser utilizados para sua finalidade inicial ao mesmo tempo em que ofereceriam áreas verdes como novas alternativas de convivência.

Pazé traz como exemplo o que poderia ser feito em quatro cemitérios específicos: Araçá, Vila Nova Cachoeirinha, Vila Formosa e São Pedro (Vila Alpina). “Os túmulos seriam reposicionados em dois edifícios de seis andares, menores do que a média das árvores adultas de espécies nativas brasileiras”, detalha. “E haveria um espaço reservado para os futuros ‘residentes’.”

“Já nascemos, trabalhamos, vivemos e morremos em prédios. Continuar ocupando grandes áreas planas só para armazenar restos mortais é um contrassenso”, critica o artista. A requalificação entregaria mais de 1,3 milhão de m² de área verde, algo quase equivalente ao parque Ibirapuera (zona sul), o maior parque da metrópole, com 1,5 milhão de m².

Ganho em flora nativa

Cemitério do Araçá, com
112.700 m²
nas regiões centro e oeste

+

Vila Nova Cachoeirinha, com
247.280 m²
na zona norte

+

São Pedro, conhecido
como Vila Alpina, com
346.000 m²
na região sudeste

+

Vila Formosa, com
600.900 m²
na zona leste

=

Ao todo, seriam mais de
1,3 milhão de m²
de área verde

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo