Com 'Coringa', Joaquin Phoenix transforma homem deslocado em um assassino

Por Metro Jornal

O ator Joaquin Phoenix vive na pele o personagem que interpreta em “Coringa”, que estreia nesta quinta-feira (03), e alcança o ponto dos grandes marcos do cinema, misturando loucura e entrega absoluta para viver Arthur Fleck até se tornar Coringa.

Leia mais:
Nickelback: ‘As pessoas eram realmente cruéis com a gente’, diz baixista sobre piadas
Joaquin Phoenix revela ter construído o Coringa nas filmagens: ‘Ele veio através do movimento’

Enquanto o antagonista do Batman se desenvolve dentro da narrativa no ambiente de filmes de super-heróis, o personagem de Phoenix está mais próximo de um filme de terror psicológico, com mensagens políticas, e atuais, ocultas.

E, para criar um papel que permanece na imaginação coletiva, graças a atores inesquecíveis como Jack Nicholson, Jared Leto ou Heath Ledger, Phoenix teve que se reinventar, dançar, fazer contorcionismo, rir, mas não só: era preciso incomodar.

O diretor Todd Phillips conseguiu colocar tudo isso na história que acontece em algum ponto sombrio da década de 1970, embalado por um enredo instigante. “Coringa” é um acontecimento, que já venceu o prêmio de melhor filme do Festival de Veneza e já enxerga o Oscar muito próximo.

O poder que só o palhaço tem

Por Luiz Rivoiro

Não tem pra ninguém. Nem neste, nem no outro universo. Lex Luthor? Rei do Crime? Dr. Octopus? Pinguin? Thanos? Loki? Bane??? O Coringa é de longe o maior e mais complexo vilão de todos os tempos e mídias. Mas como ele consegue se manter no topo sem nenhum super poder, armadura, artefato extraterrestre ou capa? Simples: senso de humor.

A figura do palhaço frustrado é, em sua loucura e desprezo pelas regras, um elemento trágico e assustador. Afinal, o que esperar de um sujeito que sai fantasiado por aí rindo e fazendo valer seu tortuoso senso de justiça? Opa! Mas este não é o Batman? Então, taí outro ponto que faz do Coringa um personagem tão cativante: sua complexa relação com o Morcego. Ao infernizar a vida de Bruce Wayne, ele o obriga a olhar para dentro de si e ver um lado sombrio que lhe causa medo e fascínio.

Mas há outra característica que define o palhaço: a cara de pau. Ou você conhece algum outro vilão capaz de não apenas passar a mão na bunda do Cavaleiro das Trevas, como ainda fazê-lo rir de uma piada?

Veja como ficou a página sobre o personagem na edição impressa do Metro:

Página Coringa Metro Reprodução/Metro Jornal

 

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo