Friends 25 anos: Comportamento sexual de Monica quase sofreu censura de executivo da NBC

Por Angela Correa

Em 2019, se uma protagonista de série resolver fazer sexo em um primeiro encontro, isso não é lá grande coisa. Mas, há 25 anos, quando "Friends" estreou, o sexo casual não era algo lá muito corriqueiro na televisão. E, por pouco, Monica (Courteney Cox) não sofreu censura no piloto da comédia mais amada de todos os tempos, exibido em 22 de setembro de 1994.

David Crane, um dos criadores da série, contou que Don Meyer, o presidente da NBC à época, não gostou do "comportamento sexual" de Monica, que saiu com Paul, the Wine Guy. "Ele achava que era um problema Monica dormir com um cara no primeiro encontro. Ele disse: 'Nós não vamos gostar dela!' Mas nós insistimos", disse Crane ao site da Entertainment Weekly.

Para convencer o chefão, o diretor James Burrows planejou uma pesquisa com o público. "A emissora deu um questionário tão tendencioso para a audiência… Basicamente dizia: 'Quando ela faz sexo, ela é vulgar? Ela é uma vadia?"", contou Crane.

Mas o resultado surpreendeu a rede e todos continuaram gostando da garota organizadinha da turma. "Então Don disse: 'Estou de acordo com isso porque ela recebe o que merece quando o cara meio que a engana"", lembra Crane. A saber: depois de transar com Paul, Monica descobre que ele contava uma lorota a todas as suas conquistas: ele não fazia sexo há dois anos. Aham!

Marta Kauffman, que criou a série com Crane, ficou muito brava com o comentário. "Eu pude ver que Marta estava bufando", disse Crane.

Mas, no fim, a comemoração foi geral porque o piloto foi ao ar como os roteiristas escreveram. Ufa!

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo