Peça teatral relata desastre de Chernobyl

Por Metro Jornal São Paulo

No dia 26 de abril de 1986 o mundo acompanhou com perplexidade as notícias de que uma explosão havia destruído o reator nuclear da usina de Chernobyl, próxima à cidade de Pripyat, na Ucrânia. Após o desastre, a região foi esvaziada e a população nunca mais pôde voltar, deixando suas casas, seus bens e, principalmente, suas histórias para trás.

Leia mais:
O Lado Sombrio do Sítio: Livro subverte universo de Monteiro Lobato

Essa é a tônica do espetáculo “Chernobyl”, que estreia nesta segunda-feira (9) no Sesc Consolação (r. Doutor Vila Nova, 245, tel.: 3234-3000. Seg. e ter., às 20h. R$ 6 a R$ 20).

Inédito, o texto foi escrito em 2017 pela dramaturga francesa Florence Valéro, nascida no mesmo ano do acidente nuclear.

O espectador é apresentado à boneca Antonia, protagonista-narradora, cujos olhos de vidro cor esmeralda veem tudo ao redor. Com direção de Bruno Perillo, Carolina Haddad, Joana Dória, Manuela Afonso e Nicole Cordery revezam-se entre nove personagens que têm suas rotinas brutalmente alteradas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo