Homem apontado como traficante é preso por envolvimento na morte de Mac Miller

Por Metro Jornal

Cameron James Pettit,  28 anos. foi preso em Los Angeles nesta quarta-feira, 4 de agosto, acusado de envolvimento na morte por overdose do rapper Mac Miller, ocorrida há quase um ano.

O homem é apontado como o traficante responsável por fornecer a Mac as drogas que acabaram por provocar sua morte. Miller foi encontrado morto em sua casa, em Los Angeles, em 7 de setembro. A necropsia revelou que a causa da morte, acidental, foi a mistura de fentanil, cocaína e etanol.

Miller entrou em contato com Pettit por mensagem de texto, encomendando as drogas. A entrega foi feita dois dias antes da morte, em 5 de setembro. Segundo documentos aos quais o site Buzzfeed News teve acesso, o traficante entregou pílulas falsificadas de oxicodona (substância derivada da morfina), cocaína e Xanax. As pílulas de oxicodona continham fentanil, opióide 50 vezes mais forte do que a heroína.

"Fentanil disfarçado como farmacêutico é letal – fato comprovado todos os dias nos Estados Unidos", disse o promotor Nick Hanna.

Pettit chegou a trocar mensagens com um amigo, aflito após a morte de Miller. "É provável que eu vá morrer na cadeia" e "Eu acho que não deveria postar nada… Ser esperto".

Mac Miller, nascido Malcom James McCormick, tinha 26 anos.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo