'Erêndira', de Gabriel García Márquez, entra em cartaz no Teatro do Sesi

Por Metro Jornal

Gabriel García Márquez escreveu originalmente para o cinema, em 1972, a novela “A Incrível e Triste História de Cândida Erêndira e Sua Avó Desalmada”. Cansado de esperar pela realização cinematográfica, ele acabou transformando em livro.

Fez sucesso mesmo assim, com inúmeras tiragens e traduções para muitas línguas. Foi encenada por Augusto Boal em Paris, no Théatre de L’Est Parisien, e virou filme sob direção de Ruy Guerra, com Irene Papas no papel da desalmada e Claudia Ohana no papel de Erêndira.

Em São Paulo, ganha, a partir de quinta-feira (5), encenação no Teatro do Sesi-SP, pelas mãos de Marco Antonio Rodrigues. Aqui, Celso Frateschi encarna a avó, que obriga a neta, vivida por Giovana Cordeiro, a se prostituir.

Serviço
CCFiesp
Av. Paulista, 1313, Trianon-Masp
Quinta (5) até 8/12.
Grátis com reserva: centroculturalfiesp.com.br

Veja também:
‘Prism’: Ópera premiada leva enredo sobre violência contra a mulher ao Theatro Municipal
Tecnologia: Google lança Android 10 com 50 novos recursos

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo