'Star Wars: A Ascensão Skywalker' caminha para objetivo de unificar público e história

Por Por Alexandre Dias- Especial para o Metro Jornal

"Star Wars: A Ascensão Skywalker" promete um feito que nenhum dos oito filmes anteriores tinha o objetivo de fazer: unificar a franquia. Apesar dos pontos que conectam as três trilogias, o novo longa-metragem, que chega aos cinemas no fim do ano, pretende dar um encerramento integrado à história da saga até então.

O retorno de antigos personagens é um dos principais motivos desta finalidade. O malandro Lando Calrissian (Billy Dee Williams) e o Imperador Palpatine (Ian McDiarmid) são elementos clássicos que permeiam toda a saga.

star wars Billy Dee Williams volta como Lando Calrissian / Reprodução/Youtube

Enquanto o primeiro traz aquele espírito aventuresco que começou em "Uma Nova Esperança", o segundo foi o principal vilão tanto de praticamente todos os longas de Guerra nas Estrelas. É uma intersecção muito concreta entre os fãs da velha guarda e os novos – tanto aqueles que conheceram a marca por meio de "Ameaça Fantasma" como por "O Despertar da Força".

Daisy Ridley, a Rey, afirmou na Star Wars Celebration deste ano que Palpatine é "o maior vilão da história de Star Wars". Resgatar essa ideia após o que houve com Snoke (Andy Serkis), que seria o "substituto" dele nesta nova leva de produções, mostra que há um vislumbre mais amplo do público.

star wars poster Pôster do Episódio IX mostra o Imperador Palpatine ao fundo / Divulgação

Não à toa J. J. Abrams está de volta à direção. Conhecido por ser um queridinho do cinema geek, ele catapultou o sucesso da franquia com "O Despertar da Força", que rendeu mais de US$ 2 bilhões. As suas características nostálgicas e de entregar tramas amarradas, mas que mexem com o emocional do espectador, fizeram-no substituir Colin Trevorrow em "A Ascensão Skywalker".

Além disso, a própria Rey aparecendo no último trailer com o sabre de luz vermelho – uma lança, na verdade, o que faz uma referência ao vilão Darth Maul -, mostra que ela terá um conflito semelhante ao de Luke e Anakin de se tentar ao lado sombrio da Força.

Disney+

Ainda vale destacar que o Disney+, vindoura plataforma de streaming da empresa, vai trazer séries de Obi-Wan Kenobi (com o retorno de Ewan McGregor) e do povo de Boba Fett. Ou seja, são estratégias que procuram juntar elementos isolados, mas conectados.

É uma resposta também ao fracasso de "Han Solo: Uma História Star Wars", que enveredava apenas por um desses lados. Portanto, como um bom blockbuster, a franquia tende a voltar a fazer à função que foi concebida: tomar o gosto das pessoas.

Veja o trailer de "Star Wars: A Ascensão Skywalker":

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo