Série Pico da Neblina imagina Brasil onde maconha é legalizada

Por Amanda Queirós - Metro Jornal São Paulo

A discussão sobre a legalização da maconha no Brasil avançou tanto há alguns anos que a equipe de “Pico da Neblina” temeu ver a série datada antes mesmo da estreia.

O medo não durou muito: o conservadorismo crescente no país garantiu que esse tema se restringisse ao campo da ficção. “Agora isso realmente parece algo impossível”, afirma Quico Meirelles, diretor geral da produção, que estreia domingo, às 21h, no canal pago HBO.

Na realidade alternativa da série, o consumo recreativo da cannabis é liberado no país, colocando em xeque a profissão do traficante Biriba (Luís Navarro). Negro e com a responsabilidade de sustentar a mãe, a irmã e as sobrinhas, ele tem um código de ética próprio e não vende outras drogas além da erva.

A necessidade faz surgir a ideia de levar o negócio para a legalidade com a abertura de uma loja de maconha ao lado de Vini (Daniel Furlan), um de seus clientes bem de vida.

Esse caminho vai na contramão do de Salim (Henrique Santana), parceiro na boca de fumo em que Biriba pega seu material, cujo objetivo é subir nas estruturas de poder do tráfico com outros tipos de substância.

Filho de Fernando Meirelles (“Cidade de Deus”), que atua como coprodutor da série, Quico destaca o fato de a produção ser ambientada em uma São Paulo que “a gente não costuma ver”, colocando uma lupa em uma classe média baixa estrangulada pela falta de oportunidades.

“Ainda vejo uma participação pequena de negros [em produções nacionais], e muitas vezes não temos voz. Essa é uma família negra, e o que a série mostra é uma realidade”, afirma Navarro.

Apesar da temática, a série não se propõe a levantar bandeiras nem pautar um debate político em torno da legalização. “A maconha é a isca para gerar curiosidade e fazer o espectador se envolver com os personagens”, diz o ator.

“A gente não fala disso de maneira objetiva. Ouvimos pontos pró e contra, mas sempre na boca deles”, completa Quico. “A série não se posiciona contra ou a favor, mas traz o assunto à tona e aviva uma conversa, o que é sempre bom. Esse é um tema muito urgente e que precisa ser falado”, conclui o diretor.

Produção original da HBO Latin America, “Pico da Neblina" estreia simultaneamente em mais de 70 países e nos apps HBO Go e HBO Inclusão, que oferece audiodescrição e legendas para deficientes visuais e auditivos.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo