MasterChef Brasil: última prova em equipe deixou Paola 'nos nervos'

Por Metro Jornal

A primeira prova já esquentou o clima no MasterChef Brasil deste domingo (28). Os participantes se dividiram em duas equipes e tiveram que cozinhar uma entrada, prato principal e sobremesa para três grandes críticos gastronômicos do país: Arnaldo Lorençato, Luiza Fecarotta e Rafael Tonon.

A pressão ficou ainda maior com a presença dos três jurados, Érick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça, na cozinha. Eles provaram as comidas dez minutos antes de serem servidas para os críticos e deram conselhos para que os times pudessem ajustar.

Se na abertura já houve críticas. com nenhum dos dois times acertando a receita do cuscuz paulista – muito mais próximo do cuscuz marroquino, disseram os jurados e os críticos –, foi no prato principal que a prova pegou fogo.

MasterChef Brasil Os times fizeram um menu completo para três dos maiores críticos gastronômicos do Brasil: Rafael Tonon, Luiza Fecarotta e Arnaldo Lorençato. / Carlos Reinis/Band

O time vermelho, formado por Lorena, Juliana Nicoli e Rodrigo, era o primeiro que deveria apresentar cada prato, e atrasou a entrega de seu bife bourguignon para a prova-teste dos jurados. Paola a gritar com a capitã Lorena. “É do jeito que está, se não fez, não fez!” – pelo menos a comida foi super elogiada pelos críticos!

Com o Ricardo, capitão da equipe Azul, completado por Haila e Helton, Paola não segurou as críticas. Cobrou a falta de acompanhamento no prato e disparou quando o participante voltou antes do fim das orientações. “Sabe porque você achou que tinha acabado? Porque você fala e não escuta!”. A falta da guarnição também foi sentida por Lorençato, Fecarotta e Tonon.

Por fim, a sobremesa. Na equipe Vermelha, Rodrigo começou a ficar nervoso e foi repreendido por Lorena e Juliana Nicoli. Para os jurados, o bolo de nozes ficou seco. Já os críticos notaram os ajustes sugeridos e ficaram surpresos.

No time Azul, Halia precisou tomar controle da prova pelo nervosismo de Ricardo. Tanto que os jurados falaram olhando para ela e não para o participante que estava em sua frente. Chamado de “horrível” pelo trio na cozinha, a sobremesa também não foi tão elogiada entre os críticos.

Na hora de anunciar os resultados, “uma das equipes foi além”, segundo Arnaldo Lorençato. E essa equipe foi a vermelha!

Retorno de Paola

Muito irritada com a equipe Azul, Paola Carosella criticou a falta de conversa e organização dos participantes. "Desastre, foi um desastre o que vocês fizeram. Foi o pior que eu já vi na história do MasterChef", disse. Tanto que, depois de comentar a sobremesa do time, ela levantou e não esperou o prato ser entregue. Que tenso!

MasterChef Brasil Time azul após o fim da prova / Carlos Reinis/Band
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo