Luiz Schwarcz, da Companhia das Letras, troca agressões com homem na Flip

Por Metro Jornal

O terceiro dia de Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) começou com confusão pouco antes de uma mesa que contou com as escritoras Ayelet Gundar-Goshen (Israel) e Ayòbámi Adébáyò (Nigéria). Um homem abordou Luiz Schwarcz, presidente da editora Companhia das Letras. Aos gritos, o homem afirmou que conhecia o livreiro da sinagoga e o chamou de "escroto", entre outros xingamentos.

Segundo a Folha de S. Paulo, os dois estavam em frente ao palco instantes de começar o debate, que foi mediado pela historiadora Lilia Moritz Schwarcz, mulher de Luiz. O homem empurrou o empresário, que reagiu com um soco.

A informação é que o homem havia abordado o editor meses antes, na esperança de que ele entregasse um livro ao escritor moçambicano Mia Couto. Schwarcz teria se desculpado e dito que não poderia enviar.

A Companhia das Letras, por meio da assessoria de imprensa, afirma que o empresário lamenta o ocorrido e se desculpa pelo transtorno.

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo