Canonização de Irmã Dulce no Vaticano terá show de Margareth Menezes

Por Metro Jornal com Ansa

A cantora e compositora baiana Margareth Menezes irá se apresentar no Vaticano, na cerimônia de canonização da brasileira Irmã Dulce, em 13 de outubro. A informação foi dada pela entidade Obras Sociais Irmã Dulce (Osid).

A celebração no Vaticano será presidida pelo papa Francisco, que declarará mais quatro pessoas santas na mesma data.

LEIA MAIS:
Anitta lança clipe de ‘Muito Calor’ e reclama: ‘vocês nunca estão satisfeitos’
Flip 2019: foto de Bolsonaro divide público em debate sobre arquitetura

No Instagram, Margareth já havia comemorado a canonização de Dulce. A cantora é uma das embaixadoras de sua Obra, nomeada pela Osid, e conviveu com a própria em sua infância. "Por diversas vezes, eu e meus irmãos, a vimos e sempre lhe pedíamos bênção. Ela era séria mas amorosa", recorda.

View this post on Instagram

Hoje tivemos a notícia que o Vaticano reconhece a Irmã Dulce como Santa. Eu que no ano passado, recebi a honra de ser nomeada uma das embaixadoras dessa Obra maravilhosa, fiquei muito feliz com esse momento importante para tantos que já se beneficiaram, se beneficiam e se beneficiarão com essas Obras Saciais de Irmã Dulce. Abraço à todas as pessoas que se doam e se sacrificam para a continuidade dessa legado de amor e caridade, especialmente a querida Maria Rita e sua equipe que com amor continua zelando pela @obrasirmadulce . Tive a oportunidade de conhecer a Irmã Dulce ainda criança e por diversas vezes, eu e meus irmãos, a vimos e sempre lhe pedíamos bênção. Ela era séria mas amorosa. Agora é Santa Irmã Dulce a que traz para muitas pessoas a recuperação da saúde e muitas graças. Mais uma para o panteão da Baia de Todos os Santos. A primeira Santa Brasileira é baiana. Amém, Assim seja. ⭐️🙏🏽⭐️

A post shared by Margareth Menezes (@margarethmenezes) on

No dia seguinte, em 14 de outubro, haverá uma outra missa em homenagem à Irmã Dulce, na Igreja de Santo Antônio dos Portugueses, em Roma, na Itália.

Em Salvador, terra natal da religiosa, a festa ocorrerá no dia 20, na Arena Fonte Nova, e deve contar com a presença do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger, Irmã Dulce levará o nome de Santa Dulce dos Pobres, e seu dia será celebrado em 13 de agosto, a partir de 2020.

Conhecida popularmente como "O Anjo bom da Bahia", Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes nasceu em 26 de maio de 1914 e morreu em 13 de março de 1992. Ela, que dedicou a vida para ações de caridade, será a primeira mulher nascida no Brasil a ser declarada santa.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo