Morre Valentina Cortese, última diva do cinema italiano

Por Ansa

Morreu nesta quarta-feira (10), aos 96 anos de idade, em Milão, a atriz Valentina Cortese, uma das últimas divas do cinema italiano.

O falecimento foi anunciado pelo presidente da Associação Geral Italiana do Espetáculo (Agis), Carlo Fontana. O velório começará ao meio-dia desta quinta (11), no Piccolo Teatro Grassi, em Milão, um dos principais palcos da carreira de Cortese.

Já o funeral está marcado para sexta (12), na igreja de San Marco, também na capital da Lombardia. "Com a morte de Valentina Cortese, o espetáculo italiano perde a última diva do cinema e do teatro", disse Fontana.

Veja também:
Dez brasileiros poderão conhecer dupla de ‘Irmãos à Obra’; veja como
Ouça Beyoncé em ‘Spirit’, primeiro single da trilha sonora original de ‘O Rei Leão’

Em seu perfil no Twitter, o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, lamentou a perda de um "verdadeiro talento milanês". Nascida na capital lombarda, Cortese estrelou quase 90 filmes entre 1941 e 2017, incluindo "As Amigas" (1955), de Michelangelo Antonioni, "Julieta dos Espíritos" (1965), de Federico Fellini, "Irmão Sol, Irmã Lua" (1972), de Franco Zeffirelli, e "A Noite Americana" (1973), de François Truffaut.

Por este último filme, foi indicada ao Oscar e ao Globo de Ouro e venceu o Bafta como melhor atriz coadjuvante.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo