Série ‘Deadwood’ ganha final 13 anos depois

Por Metro Jornal

Exibida em paralelo ao megassucesso de “Família Soprano”, a série “Deadwood” foi cancelada em 2006 após três temporadas. Foi uma decisão abrupta, que levou a um final forçosamente apressado e incondizente com o esmero da produção que se debruçava sobre os dolorosos e violentos aspectos pelos quais passa uma cidade em formação. 

Leia mais:
Luana Piovani chama Pedro Scooby de ‘oferenda’ e ‘cruz’ e alfineta Anitta
Rock in Rio 2019: Helloween toca no lugar do Megadeth

Treze anos depois, o produtor e roteirista David Milch reuniu quase todos os atores para amarrar as pontas soltas com um filme já disponível no streaming HBO Go.

Com direção de Daniel Minahan, o longa de “Deadwood” é ambientado dez anos após o episódio final da série, em 1889, quando a comunidade do Velho Oeste se reúne para celebrar a elevação de Dakota do Sul ao posto de 40º estado americano.

O episódio faz com que George Hearst (Gerald McRaney) volte à cidade. Agora senador pela Califórnia, ele também busca impor a telefonia a todo custo no local.

Hearst é a personificação do futuro, que avança implacável sobre o passado – este representado pela figura de Al Swearengen (Ian McShane), dono do saloon da cidade, que tem seus dias contados. 

De certa forma, a finitude de Al espelha o próprio Milch, que, aos 74 anos, revelou estar com Alzheimer, mas foi capaz de entregar diálogos ricamente trabalhados para este último encontro, que traz ainda de volta Timothy Olyphant, Robin Weigert e Molly Parker.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo