Corpo de Rubens Ewald Filho é velado na Cinemateca Brasileira, em São Paulo

Por Metro Jornal

O corpo do crítico de cinema Rubens Ewald Filho começou a ser velado na manhã desta quinta-feira (20) na Cinemateca Brasileira, na zona sul de São Paulo. O enterro terá início às 16h no Cemitério dos Protestantes, na região central da capital paulista.

O jornalista, que morreu na quarta-feira (19), aos 74 anos, estava internado no Hospital Samaritano, em Higienópolis, desde o fim de maio, após desmaiar e cair em uma escada rolante. O desmaio foi causado por uma arritmia cardíaca e, desde então, o "homem do Oscar" estava internado em estado grave.

Rubens Ewald Filho tornou-se famoso principalmente por sua participação nas transmissões brasileiras da cerimônia do Oscar, as quais comentava e opinava ao vivo, demonstrando intenso conhecimento do cinema, seus mecanismos e personagens.

Ele participou também na curadoria de festivais de cinema, frequente no Festival de Cinema de Gramado.

O escritor nasceu em Santos (SP), e além de sua carreira na crítica, também escreveu para telenovelas. Rubens assina produções como Éramos Seis (1977), Gina (1978), e Uma História de Amor (1980), e passou por boa parte das grandes emissoras brasileiras, tendo atuado na Band, no SBT, na Globo, na Record, e no canal fechado TNT.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo