Fundador da YG, uma das três maiores produtoras do K-Pop, renuncia a cargo em meio à escândalos

Por Metro Jornal

Um dos maiores nomes da história do pop sul-coreano e fundador da produtora YG Entertainment, o músico e empresário Yang Hyun-Suk, renunciou ao seu cargo de produtor-chefe e funções adjacentes nesta sexta-feira (14).

A decisão segue uma série de escândalos envolvendo artistas e ex-funcionários da YG, que levou à saída de dois membros de importantes grupos da empresa. Atualmente, a gravadora comanda grupos de grande destaque no gênero, como o girlgroup Blackpink e o boygroup BigBang.

LEIA TAMBÉM:
Lorelay Fox será apresentadora da Parada LGBT 2019 no YouTube
Carlinhos Maia compra carro para família que circulava com veículo velho em São Paulo

Além de principal acionista do selo, Yang é também fundador da empresa, e tem agenciado talentos desde 1996. Seu irmão, Yang Min-Suk, que preside a agência, também renunciou. A carreira de Hyun-Suk na música coreana começou enquanto integrante do grupo Seo Taiji & Boys, um dos artistas precursores do que viria a ser o fenômeno K-Pop.

No site oficial, uma nota do ex-chefe foi publicada em nome de Yang. Confira a tradução na íntegra abaixo:

"Aqui é Yang Hyun-Suk.

Eu peço perdão aos fãs que amam a YG Entertainment e nossos artistas.

Também peço desculpas sinceras a todos os funcionários que continuam a desempenhar suas funções silenciosamente, apesar da avalanche de críticas.

Eu manti minha boca fechada pacientemente nesta situação, enquanto palavras vergonhosas e humilhantes são colocadas como verdade, sem discrição. No entanto, creio que seria difícil continuar aguentando.

Eu não acredito poder continuar a deixar a YG, nossos artistas ou fãs serem prejudicados por minha causa.

Por 23 anos, eu dediquei metade da minha vida, tudo para construir a YG.

Apoiar a melhor música e os melhores artistas foi minha maior felicidade. Tenho pensado sobre como isso é a única coisa que posso fazer para contribuir com os fãs e a sociedade.

No entanto, estarei deixando todas as minhas posições e negócios na YG a partir de hoje.

Eu espero sinceramente que mais nenhum mal aconteça à YG como gravadora, ou aos artistas que eu amo e os fãs que os amam, por minha culpa.

Atualmente, há muitos outros profissionais na YG com mais senso e habilidades do que eu. Acredito que minha saída será uma boa oportunidade para que eles mostrem melhor suas habilidades. É meu desejo sincero que a YG se estabilize rapidamente.

Finalmente, confio que a verdade definitivamente será revelada, após todas as manchetes e fatos de agora sejam investigados. Obrigado."

No momento, a Yg Entertainment lida com um escândalo de envolvimento em prostituição, do ex-membro do grupo BigBang Lee Seung-Hyun (Seungri), e também de consumo de drogas, envolvendo o rapper B.I., que recentemente deixou o grupo iKon.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo