Em ‘Vindas’, imigrantes do Paraná compartilham suas memórias

Por Metro Curitiba
capa vindas memorias de imigração

A história da imigração nos Campos Gerais do Paraná é contada através de memórias de imigrantes de diversas etnias no livro “Vindas – Memórias de Imigração”, organizado por Alessandra Perrinchelli Bucholdz, Alan Fernando de Almeida, Samara Machado e Diego Antonelli. O livro foi lançado durante a 8ª edição do Flicampos (Festival Literário dos Campos Gerais).

Leia mais:
Transparência marca casa do arquiteto Vilanova Artigas, reaberta como centro cultural em SP
Em ‘Elegia do Irmão’, autor usa escrita poética para narrar o adeus diante da morte

Na obra, são recuperados fragmentos da história do Paraná – estado que recebeu imigrantes de quase 30 etnias diferentes, como japoneses, alemães, holandeses, italianos, poloneses russos e ucranianos. A partir de conversas com os imigrantes, o livro traça as diversas narrativas que ajudam a explicar as razões dos processos imigratórios das sete etnias citadas. Assim, por meio de cada história de vida, o leitor conhece a saga, as dificuldades e obstáculos superados pelos imigrantes que escolheram como lar a região dos Campos Gerais.

“Os relatos começam com a chegada das famílias ao país e nos mostram os meios que utilizaram para se estabelecer e se adaptar, os rumos que tomaram, os caminhos que percorreram e os lugares aonde chegaram”, explica Alessandra. A organizadora ainda ressalta que o Paraná é um dos estados com maior diversidade étnica. “Essa riqueza cultural é uma marca do estado. É preciso conhecer essas histórias para compreendermos as razões que levam Paraná a ser o que é hoje”, diz.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo