Após fotos íntimas vazadas, rapper Iggy Azalea desativa contas nas redes sociais

Por Metro Jornal

A cantora Iggy Azalea resolveu desativar suas contas no Twitter e no Instagram na segunda-feira (27), após ter uma série de fotos íntimas vazadas na internet. Antes de sair, a rapper fez um longo pronunciamento sobre o caso.

"Sinto-me surpreendida, envergonhada, violada, zangada, triste e um milhão de outras coisas. Não só porque eu não consenti isso – mas também por causa da maneira vil como as pessoas reagiram", escreveu Azalea. "As coisas absolutamente perversas que as pessoas dizem são impressionantes e me fazem sentir vontade de vomitar", reclamou.

Leia mais:
Rapper Cardi B compra joias de mais de R$ 300 mil para filha
Ariana Grande ganha estátua de cera em museu e fãs brincam com o resultado

As fotos foram clicadas durante um ensaio dela para a revista GQ Australia, em 2016. "Muitas mulheres de alto perfil já fotografaram capas para o GQ com uma mão estrategicamente posicionada cobrindo seus seios, etc. Sempre achei que eram capas muito bonitas, então eu aproveitei a oportunidade. Nunca soube de um vazamento de outras mulheres, então me senti confortável para fazer as fotos", explicou.

"Nunca consenti que fotos de topless fossem tiradas para potencial lançamento, ponto. Esse era meu entendimento antes das fotos, a GQ não publica fotos de topless", apontou.

Confira a declaração na íntegra (em inglês):

Nino Muñoz foi o responsável por fotografar Iggy Azalea na época. Ele se pronunciou em sua conta no Instagram, dizendo que as imagens foram roubadas e que já existe uma investigação em curso.

"Postar essas imagens roubadas é ilegal e quem fez isso será processado. Eu sinto empatia com qualquer desconforto que essa situação tenha causado aos envolvidos", disse.

Veja o pronunciamento:

A revista GQ Australia não se pronunciou sobre o caso.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo