Glee volta completa ao catálogo da Netflix em junho

Por Metro Jornal

E quando um grupo de "perdedores" se junta e descobre que tem talento artístico em fase decisiva da vida? Esse foi o ponto de partida de "Glee", série de Ryan Murphy que bombou em sua estreia em 2010 e foi marcada por tragédias durante e depois de ir ao ar. Suas seis temporadas voltam à Netflix em 30 de junho.

Leia mais:
Netflix: Black Mirror, Dark, Jessica Jones e mais novas temporadas de junho
Orange is the New Black: Netflix libera imagens da última temporada

A moça gordinha (Amber Riley), a líder de torcida grávida (Dianna Agron), o cadeirante (Kevin McHale), o garoto gay que sofre homofobia (Chris Colfer), o atleta inseguro (Cory Monteith) e a menina ambiciosa e muito impopular (Lea Michele) se juntam sob as asas de um professor subestimado (Matthew Morrison) que resolve assumir a 'bucha' de cuidar do coral de ensino médio. O resultado são números musicais que transformam a vida de todos.

Entre a quarta e a quinta temporadas, a produção perdeu um de seus protagonistas. Cory Monteith morreu de overdose aos 31 anos em julho de 2013. Com isso, Finn, seu personagem, também morreu na história. Lea Michele, que viveu um romance dentro e fora das telas com o colega, teve o luto acompanhado de perto pela mídia.

Em 2018, quase três anos após o fim da série, outra tragédia. Mark Salling, que interpretou Puck na história, cometeu suicídio. Ele vinha sendo julgado por posse de pornografia infantil após ser denunciado por uma ex-namorada.

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo