Game of Thrones: Discursos de Hitler serviram de inspiração para Emilia Clarke

Por Metro Jornal

ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS DA OITAVA TEMPORADA DE "GAME OF THRONES"

Ainda que o final de "Game of Thrones" tenha deixado muita gente insatisfeita, não dá para negar que Emilia Clarke foi uma das que mais se entregou ao personagem nessa reta final. Na preparação para a cena em que Daenerys Targaryen finalmente conquista o Trono de Ferro, a atriz se inspirou em uma figura bem controversa: Adolf Hitler.

Em entrevista a revista Variety, ela disse que os discursos do ditador foram fundamentais para ajuda-la a solidificar a imagem de Dany como uma tirana em formação. "Eu assisti a muitos vídeos de ditadores e líderes poderosos falando idiomas que eu não entendia. Eu queria ver se eu conseguia entender o propósito das palavras deles sem saber exatamente o que estavam falando. E consegui!", comemorou.

Leia mais:
Com saudade de Game of Thrones? Vem conferir essas versões brasileiríssimas da música de abertura
Sophie Turner critica petição contra última temporada de Game of Thrones: “Desrespeitoso”

Na série, a personagem faz o discurso em dois idiomas ficcionais, dothraki e valiriano, para se dirigir aos seus exércitos. "É muito fácil entender o que Hitler está falando. Ele foi um desses oradores que tinham um foco só. Então, eu pensei: 'Se eu conseguir acreditar em cada palavra que estou dizendo, o público não vai ficar lendo as legendas o tempo todo"", explicou a Mãe dos Dragões.

Embora já tenha discursado várias vezes ao longo das oito temporadas, Clarke disse que ficou muito preocupada para esta vez. "Eu fiquei acordada até tarde todas as noites, por dois meses, praticando. Quando estávamos chegando na noite da filmagem, eu continuava nervosa. Eu sabia que este era um momento que solidificava a personagem de Daenerys", confessou.

"Mas, quando eu cheguei no estúdio, a coisa mais estranha aconteceu. Eu não ensaiei, apenas disse o meu discurso para a câmera de primeira. O resto do dia, senti como se Daenerys estivesse ali, ao meu lado. Foi a única vez que eu não errei nada do discurso: na filmagem", contou.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo