‘Chernobyl’ reconta história de catástrofe na Ucrânia

Por Metro Jornal

Em abril de 1986, um dos reatores da usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, explodiu, no pior desastre do tipo na história. Milhares de pessoas foram imediatamente expostas à nuvem radioativa, que ameaçou toda a Europa. Trinta e uma pessoas morreram nos primeiros três meses, mas milhares pereceram nos anos seguintes de doenças relacionadas à exposição à radiação. Os efeitos são sentidos até hoje. Esse é um dos pontos apresentados pela minissérie “Chernobyl, que estreia nesta sexta-feira (10), às 21h, na HBO, em cinco episódios.

Leia mais:
Justin Bieber lança música em parceria com Ed Sheeran; ouça ‘I Don’t Care’
O Mecanismo: 2ª temporada estreia com foco no impeachment

A parte política é fundamental nessa produção, que mostra uma série de mentiras do governo da então União Soviética, liderado por Mikhail Gorbachev, que sustentou por muito tempo que se tratava de um simples incêndio, pondo bombeiros e funcionários diretamente em contato com o material tóxico.

Amarrado a isso são contadas outras histórias, como a mulher de um bombeiro chamado para controlar o “incêndio”, ou o responsável pela usina, que se recusa a aceitar que houve uma explosão do núcleo, porque achava que isso era impossível.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo