Sucesso nos anos 1990, 'Castelo Rá-Tim-Bum' completa 25 anos de seu 1º episódio

Por Victor Faria - Metro Maringá

“Plift ploft still, a porta se abriu!” Quem viveu a infância na década de 1990 com certeza sonhou – ao menos por um momento – em acertar a senha do porteiro, entrar no Castelo Rá-Tim-Bum e desfrutar de uma tarde de aventuras na companhia de Nino, Biba, Pedro e Zequinha.

“Castelo Rá-Tim-Bum foi um dos programas infantis de maior sucesso da televisão brasileira e marcou gerações.

Desde a concepção do castelo – baseada nos traços do arquiteto catalão Antoni Gaudí – até os planos maquiavélicos de Dr. Abobrinha (é Dr. Pompeu Pompilho Pomposo!), o programa aguçava a imaginação das crianças de todo o Brasil com seus personagens, quadros e didática lúdica.

Nesta quinta-feira, 9 de maio, o Castelo Rá-Tim-Bum completa 25 anos desde a exibição do seu primeiro episódio e o Metro Jornal relembra, em tom nostálgico, um pouco da história deste programa ícone.

Leia mais:
‘Pokémon é como Star Wars’, diz Ryan Reynolds; ator conta como foi preparação para dublar Pikachu
Remake do hit de terror ‘Cemitério Maldito’ estreia nesta quinta

Relembre o enredo

Nino é um aprendiz de mago e tem 300 anos. Ele vive no castelo com os tios, o bruxo e inventor Victor e a bruxa Morgana. Devido sua idade nada convencional, o garoto não pode ir para a escola e se divertir com outras crianças. Por isso ele recorre a um feitiço que aprendeu com o tio para atrair Biba, Pedro e Zequinha ao castelo.

O trio então se torna amigo de Nino e passa a visitar o bruxinho diariamente depois da escola. Ao mesmo tempo em que se diverte com os novos amigos, o aprendiz de mago é assediado pelo especulador imobiliário Dr. Pompeu Pompilho Pomposo (o Dr. Abobrinha), que tenta convencer Nino a vender o castelo dos tios. A intenção é derrubá-lo e construir um prédio de 100 andares.

A história se passa em São Paulo, mas não fica claro em qual bairro o castelo está localizado.

Ficha técnica

  • Autores
    Cao Hamburger e Flávio de Souza
  • Diretora
    Anna Muylaert
  • Emissora
    TV Cultura
  • Duração
    Episódios de 30 minutos
  • Nº de episódios
    90 + 1 especial
  • Tempo no ar
    Quatro temporadas (9 de maio de 1994 a 24 de dezembro de 1997)

Você sabia?

  1. Os 90 episódios da série envolveram 250 pessoas e mais 5 mil horas de gravação
  2. O orçamento total da série foi de US$ 2,5 milhões (divididos pela TV Cultura e Fiesp)
  3. Inicialmente, a série teria 16 esquetes do ratinho, mas o custo de US$ 3 mil por ‘aparição’ fez com que a produção só rodasse quatro episódios
  4. Ao longo da série, a produção desenvolveu cerca de 800 figurinos diferentes
  5. O quarto do Nino não estava na planta original do Castelo e por isso foi colocado embaixo da escada
  6. Antes de estrear, o boneco Mau teve nove versões, em cinco materiais diferentes
  7. Marcelo Tas gravou todos os Telekid em um único mês e sempre de madrugada (único horário em que o Chroma Key, o cenário virtual, estava disponível)

Cômodos do castelo

  • Exterior
    – entrada do Castelo
  • Ala Principal
    – hall
    – quarto do Nino
    – cozinha
  • Inferior
    – biblioteca
    – sala de música
    – sala da lareira
  • Subsolo
    – oficina do Dr. Victor
    – encanamentos do Mau
  • Superior
    – quarto da Morgana
    – lustre do Castelo
    – ninho do João de Barro

Personagens

Prêmios

  • Prêmio APCA (1994)
    Melhor Programa Infantil
  • Festival de Nova York (1995)
    Medalha de Prata – Melhor Programa Infantil
  • Prêmio Sharp de Música (1995)
    Melhor Disco Infantil
  • Troféu Imprensa (1999)
    Melhor Programa Infantil

Países em que a série foi transmitida

  • Brasil
  • Argentina
  • Bolívia
  • Chile
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Equador
  • Honduras
  • México
  • Panamá
  • Paraguai
  • Porto Rico
  • Uruguai
  • Venezuela

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo